Órfãos do posto órfão

9 jul

Uma pequena coleção: dois Volvo 960 da mesma cor, um BMW Série 3, um Renault Twingo, um Ford Escort, um Fiat Uno Mille e uma VW Kombi. E um posto.

Santo André, no grande ABC paulista: contribuição de Sérgio Passos.

Clique nas imagens para vê-las em tamanho maior.

Curta o #CarroCultura também pelo Facebook! >> http://www.facebook.com/CarroCulturaBlog

19 Respostas to “Órfãos do posto órfão”

  1. Kanduxo 9 de julho de 2014 às 21:02 #

    Primeiro a comentar….hehehe
    Adotaria todos aí, mesmo com a manutenção cara dos Volvo. Acho carros muito elegantes.
    Adotaria até o posto, que me daria grana pra recuperar tudo….kkkkkk

  2. Homem Mau, Feio e Barbudo do Ferro Velho 9 de julho de 2014 às 23:21 #

    Tá com cara de inventário ou local lacrado pela administração pública…tudo aí deve ter rolo judicial ou fiscal…certeza…até desenrolar a situação, nada mais aí vai prestar…infelizmente, no Brasil as coisas são assim…

    • Sérgio 10 de julho de 2014 às 15:37 #

      Pior que o abandono é rotativo, Homem. Há algum tempo, havia um Mustang dos anos 70(que eu acho feio), todo detonado, com mais massa do que lata. Também houve um MP Lafer, ou ao menos o que restou dele. De tempos em tempos, “novos” aparecem e os velhos se vão. Eu havia comentado desse posto em outra oportunidade e fiquei de ir tirar a foto. Se tivesse tirado há uns 40 dias atrás, veríamos também um Explorer do início dos anos 90, que foi retirado. Estava ao lado do Volvo solitário.

  3. Lucca dos órfãos 10 de julho de 2014 às 00:13 #

    Triste fim para todos, a Bmw já deve ter apodrecido por dentro com esses vidros abertos, com uma grana ela e os Volvos, e talvez até a Kombi possam ser restaurados.
    Já o Twingo dificilmente voltará, peças caras e difíceis de achar. O Uno e o Escort estão realmente órfãos?
    Obs: Belo achado, caro Sérgio!

    • Sérgio 10 de julho de 2014 às 15:39 #

      Eu acho que o Escort não está orfão. Não tem poeira no chão e não estava lá da outra vez. Enfim, pode ser um orfão recém-chegado… BMW deve ter quebrado a transmissão. O câmbio desses série 3 passa de R$20mil. Tanto que não sobrou quase nenhum dos anos 90 rodando…

  4. Marcus Vinícius 10 de julho de 2014 às 09:25 #

    A placa da Kombi é mais recente, parece ser meio nova… Sinto pelo BMW…

  5. Jhon 10 de julho de 2014 às 11:17 #

    Que dó daquela BMW descanhotada jogada ao tempo, parece que ela foi depenada, ou por vandalos ou pelo dono.

  6. Letoledo 10 de julho de 2014 às 11:19 #

    Cena digna da série The Walking Dead.

  7. Bruno 10 de julho de 2014 às 11:36 #

    Eu adotaria os dois Volvo 960 e a Série 3. O resto pode deixar apodrecendo aí.

  8. tiago tipeiro 10 de julho de 2014 às 12:23 #

    que judiação eu adotaria o volvo 960 atraz da Kombi e o mille e o escort.

  9. Magrão monzeiro 10 de julho de 2014 às 13:55 #

    Adotaria a kombi pra ganhar uns trocados extras de fim de semana.

  10. Sérgio 10 de julho de 2014 às 15:51 #

    Olá pessoal. Sou o autor do Post. De fato, é uma cena bucólica. O intrigante é que os orfãos são rotativos. Este posto já está fechado há uns 10 anos. De lá para cá, vira e mexe aparecem novos orfãos e os antigos se vão. Já houve Mustang dos anos 70(com mais massa do que lata, bem verdade), Fiat Coupé(sim, um fiat coupé!), Tempras, Santana, Quantum, Gol(teve uma época que tinha uns 4 Gols).

    Há uns 40 dias atrás, quando passei lá antes dessa vez(foto atual), havia também um velho Ford Explorer da primeira geração, ao lado do “Volvo solitário”. Já não está mais. Eis minha visão da situação dos autos aí:

    BMW 325i: Carrão, mas um poço de problemas. Ao contrário de MB, cujo dono é zeloso, BMWs sofrem com donos que adoram esmerilhar o carro. Resultado; câmbio auto quebra(custa mais de R$20mil), problemas de injeção(google tem diversos relatos) e outros que vão “quebrando” o bolso do dono. Assim sendo, embora haja diversos Mercedes dos anos 90 rodando, não sobrou nenhum BMW 3(Audi A4 tb, é outro desaparecido).

    Volvo 960: Um aço! Porém, como todo Volvo, sofre alta depreciação e tem peças caríssimas(pouca gente é esperta pra trazer via USA), aí o dono morre no concessionário. Some-se a isso o fato de os DOIS(!!!) serem blindados. Carro blindado é boi marcado; tem destino certo e próximo. Não duram.

    Renault Twingo: Carrinho extremamente interessante, porém problemático em parte elétrica e com peças caras(+abandono da rede Renault: quase nunca tem peça em estoque). Aí, como dito por alguns aqui, torna-se sério candidato ao ferro-velho.

    Uno Mille ELX: Carro barato de manter, raro de quebrar(se usado com prudência) e útil como segundo/terceiro auto ou carro de rodízio. Seu abandono, que pode parecer misterioso, deve-se certamente ao fato de ser velho, ter sido bem judiado e acumulado diversos problemas… aí vira um poço.

    Kombi: Primeiro, comentário técnico: resistente, durável e de baixa manutenção. Difícil explicar o abandono. Agora, o lado pessoal: PODE APODRECER AÍ! Talvez o único automóvel deste país que eu odeio mortalmente. Se pudesse, compraria todas e queimaria elas na frente da VWB. Carroça que parece uma ratoeira, ceifou a vida de centenas de pessoas, sempre custou caro para o que ofereceu e turbinou o lucro da VWB, cuja matriz aboliu ela no mundo ainda nos anos 70, dada a precariedade de segurança – para os padrões internacionais.

    ___________________________________

    Moro no interior, mas estou quase sempre no ABC. Se houver uma nova rodada de órfãos nesse posto, mando novas fotos.

    PS: O Escort não parece abandonado. O chão, por baixo dele, está “limpo”. Nos outros há camadas de poeira. Pode, contudo, ser um “órfão recém-chegado”.

    • Sérgio 10 de julho de 2014 às 15:54 #

      Vou adicionar aqui, à título de curiosidade, vídeos sobre dois automóveis que me chamaram a atenção dessa “seleção do abandono”:

      Mille ELX: na minha opinião, o mais simpático dos Uno 1.0L. Estreiou a categoria dos populares de luxo, com ar-condicionado, vidros elétricos, rádio e outras coisas que transformam o dia-a-dia numa rotina melhor.

      • Sérgio 10 de julho de 2014 às 15:56 #

        VOLVO 960: O mais luxuoso de todos os quadrados que a Volvo fabricou. Esse do comercial ainda é de antes do face-lift dos dois que estão abandonados. O 960 seu lugar ao S80:

    • Homem Mau, Feio e Barbudo do Ferro Velho 10 de julho de 2014 às 16:52 #

      Eu tô achando que alguma oficina ou desmanche de perto desse lugar usa o pátio do posto como “estacionamento” provisório e temporário…por isso que os carros vêm e vão, da forma como vc comentou…só pode ser isso…

      • Sérgio 10 de julho de 2014 às 17:34 #

        Sua suposição tem fortes indícios de estar correta, de fato!

    • Explosivo 13 de julho de 2014 às 21:04 #

      Eu adotaria sem problemas o fiat uno.. Carrinho valente.. Adoro a série ELX, para mim foi a melhor… Se eu soubesse que houvesse boa intenção do dono, faria um esforço pelo Mille como primeiro carro agora que terminei os estudos.

      Muito bom o achado amigo, parabéns pelo trabalho!

  11. Danilo 11 de julho de 2014 às 12:56 #

    Os volvos servem como doadores, visto que são blindados e não tem valor de mercado, apesar que gosto muito do modelo, ainda mais se for wagon, o bmw 325 já está depenado, então é só terminar e prensa, o twingo não vale mais a pena, desvalorizado e feinho……eu salvaria o uno e a kombi, pois o escort deve estar na ativa, e caso não estiver, eu adoto tbm!rs

  12. leandro 28 de julho de 2014 às 21:23 #

    aqui perto de casa tem um volvo desse em um ferro velho esses da foto ainda se salva

Comentar no #CarroCultura!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: