Órfãos: Ford Belina

15 mar

Petrópolis, Rio de Janeiro, em mais uma contribuição de Renato Nunes da Costa.

Clique nas imagens para vê-las em tamanho maior.

Curta o #CarroCultura também pelo Facebook! >> http://www.facebook.com/CarroCulturaBlog

19 Respostas to “Órfãos: Ford Belina”

  1. Gabriel 15 de março de 2014 às 07:58 #

    Esta inteira facil de recuperar.
    Tenho uma nunca me deu trabalho.

  2. André Lucio 15 de março de 2014 às 08:33 #

    parece bem íntegra ,adotaria colocaria um ap 1.8 e umas rodas de liga ficaria show …

  3. Lucca dos órfãos 15 de março de 2014 às 10:40 #

    Essa ai tem de quilo abandonada! E essa roda é de pampa?

  4. Magrão monzeiro 15 de março de 2014 às 11:40 #

    Bem inteira e original,merece voltar a ativa pois esta bem melhor que muita que roda por ai.
    Apesar de desempenho não ser seu forte,o acabamento e a maciez ao rodar compensam e muito. Dependendo do preço e documentação eu adotaria.

  5. Ricardo Sarmento 15 de março de 2014 às 11:47 #

    Toda fechada e bem íntegra, essa é uma boa para adotar e reformar, pois não é um carro muito cotado pelos antigomobilistas. Ao contrário de Passat, Gol, Parati, entre outros que já estão custando muito caro, para não falar em Maverick (o rei do preço alto) e Opala. Se eu tivesse grana agora, pegava uma dessas, reformava, deixava o motor bem esperto e dava umas voltas com ela todo final de semana.

  6. junior da suprema 15 de março de 2014 às 13:12 #

    Se brincar essa belina é 1.8, está bem integra, fora as rodas da pampa 92.

  7. lieggio 15 de março de 2014 às 14:07 #

    Ta bem íntegra mesmo e completa!!! Uma boa lavada, revisão mecânica, troca dos pneus e ta pronta pra rodar. É um carro que possui um excelente nível de qualidade no acabamento interior. Conforto e espaço é o que não falta nessa nave da ford dos anos 80 começo dos 90!!! Eu adotaria sem pensar meia vez. Pago 2 conto e tiro dai para trazê-la de volta as ruas.

  8. junior da suprema 15 de março de 2014 às 18:24 #

    Amigo lieggio, já imaginou aquele painel ligado a noite em azul,branco e vermelho pqp é muito lindo.

  9. Homem Mau, Feio e Barbudo do Ferro Velho 15 de março de 2014 às 19:59 #

    Ainda tem volta…tomara que a recuperem de forma digna, antes que alguém a corte e transforme em picape para carregar reciclagem….

  10. Letoledo 15 de março de 2014 às 20:42 #

    De fato está muito conservada se comparada a outras rodando por nossas ruas. Agora, pagar R$ 2 mil e ainda arcar com as despesas para coloca-la de volta a ativa? Nem a pau Juvenal!

  11. tiago tipeiro 16 de março de 2014 às 01:04 #

    inteirona e original qu adotaria.

    • tiago tipeiro 16 de março de 2014 às 01:07 #

      eu adotaria

  12. JP 16 de março de 2014 às 01:06 #

    Do tempo que Ford era referencia em acabamento.

    Confesso que nao gosto muito, mas admiro e respeito as qualidades deste carro, seu lindo painel (pelo friso lateral aparenta ser uma versao intermediaria ou top, ambas com o painel completo) maciez, qualidade de construcao e acabamento e mecanica confiavel e de pecas baratas.

    Meu pai era fanatico por esse carro, teve varios. Cresci viajando no porta-malas e vendo os carros ultrapasssarem agente, pois nao andava nada, ainda mais cheio risos. De tanto encher o velho ele comprou uma caravan 6 cilindros para viajar durante uma epoca e as vezes eu ficava ate com medo… …bons tempos.

  13. Hugo 16 de março de 2014 às 11:00 #

    Recuperação relativamente fácil! Para carro se trabalho, fica excelente. Esse tipo de carro aguenta o tranco fácil, fácil…e ainda dá um certo conforto.

  14. Kanduxo 16 de março de 2014 às 16:00 #

    Essa é mais uma da serie: “Já vi piores rodando.”
    Facil de levantar, eu adotaria.

  15. César Roëntgen 16 de março de 2014 às 22:51 #

    Não tem os emblemas, mas a julgar pelos frisos cromados é uma GLX, mas não é 1.8, pois o retrovisor é o do pé quadrado e não do pé curvo. Não creio em troca de retrovisores pois eles são bem difíceis de se encontrar, tanto um modelo quanto outro. Assim como os frisos, são difíceis o suficiente de se encontrar (e de se instalar) para terem sido colocados depois. Sendo em Petrópolis, com certeza mais uma vítima das enchentes, o interior deve estar completamente deteriorado. Sofrível adotar um carro nacional nesse estado para restaurar, os detalhes são todos sempre difíceis de se adquirir.

  16. Marcus Vinícius 17 de março de 2014 às 09:28 #

    Tá inteirona, mas será que não pegou enchente essa aí?

  17. Sérgio 18 de março de 2014 às 13:25 #

    Um ótimo automóvel! Em conforto(suspensão, principalmente), sem similar até os dias atuais…

  18. Danilo 19 de março de 2014 às 10:37 #

    Se os parachoques forem originais, é a versão L, mais básica, pois as outras tinha o mesmo cromado, podendo tbm ser uma GL, c/ parachoque modificado, e com certeza motor CHT.
    Eu adotaria, não é caro e nem muito dificil achar as peças, a mecânica qualquer um sabe consertar, e é confortavel, além de não ser visada para roubos.

Comentar no #CarroCultura!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: