Órfãos: Fiat Tipo

6 mar

Zona leste de São Paulo, em mais uma contribuição de Yago Fernandes.

Clique na imagem para vê-la em tamanho maior.

Tipo (1)

Curta o #CarroCultura também pelo Facebook! >> http://www.facebook.com/CarroCulturaBlog

16 Respostas to “Órfãos: Fiat Tipo”

  1. Homem Mau, Feio e Barbudo do Ferro Velho 6 de março de 2014 às 22:57 #

    Sobrevivente da leva dos que sofriam de auto combustão…grande parte desses pegou fogo sozinho…mas é lixo, não vale nada…R$0,19 o quilo para desmanchar e estraçalhar….e a tampa traseira tem que moer e aproveitar o material para fabricar banheiros químicos…

  2. Lucca dos órfãos 6 de março de 2014 às 23:05 #

    Um amigo meu tinha um sedicivalvole, carro lindo, comprou já bem rodado,um dia ele bateu e deu PT,aí vendeu pra um ferro velho como doador.

  3. junior da suprema 6 de março de 2014 às 23:24 #

    Acho seu sucessor Brava muito mais bonito.

  4. Magrao monzeiro 7 de março de 2014 às 00:09 #

    E pensar que foi o primeiro carro zero km que dirigi,isso em 95

  5. Letoledo 7 de março de 2014 às 12:31 #

    O que dizer dessa botinha ortopédica tamanho GG ? Na minha opinião, foi importado de forma irresponsável pela FIAT, que não se preocupou com a devida tropicalização e deu no que deu. Esse aí da foto só está prejudicando a visão da bela pintura do imóvel onde está estacionado.

  6. Ricardo Sarmento 7 de março de 2014 às 14:53 #

    O Tipo se queimou (literalmente!) no Brasil por conta dos episódios de incêndio devido aquele problema da mangueira que se rompia com o esforço da direção.

  7. israel 7 de março de 2014 às 16:48 #

    um carro bonzinho,dependendo da manutenção que dar a ele..

  8. kanduxo 7 de março de 2014 às 16:59 #

    Eu passo. Tenho um amigo que teve dois e adorava o carro.
    Mas eu passo longe.

  9. César Roëntgen 8 de março de 2014 às 12:07 #

    Também passo, um bom carro, com ótimo espaço interno, banco traseiro verdadeiramente para 3 pessoas, e econômico, porém tem problemas crônicos e insolúveis de injeção eletrônica e as peças são cada vez mais difíceis.
    Esse capô preto fosco “ilaciona” uma tentativa fail de transformar em carro de manolo.

  10. Marcus Vinícius 10 de março de 2014 às 11:01 #

    Passo também hehe… Esse ainda da jeito mas não convém, pelo preço que se compra um hoje…

  11. Sérgio 11 de março de 2014 às 11:33 #

    Um grande ator na nossa indústria automotiva. Lembremos que, nos anos 90, ele foi o único automóvel não-1.0 a ser líder em vendas(passando Gol e Uno), durante alguns meses. Feito antes conquistado pelo Monza, nos anos 80 – quando os 1.0 não existiam, mas ainda assim, Gol, Uno e companhia eram os “populares”.

    O Tipo é um bom carro. É problemático e teve seu tiro no peito dado quando ocorreu o defeito da direção hidráulica, que provocava incêndio. A desatenção da Fiat ao caso enterrou o carro. Ainda assim, lembro-me da época em que você só via Tipos nas ruas. Era uma sensação!

    Raramente, ainda se encontra um ou outro bem conservado.

  12. tiago tipeiro 15 de março de 2014 às 01:30 #

    um belo de um carro quando é bem cuidado Não sei se esse volta, mas como sou fã do tipo eu adotaria e restauraria.

  13. Danilo 19 de março de 2014 às 11:20 #

    Baixo valor de mercado, problemas crônicos, muito manolizado, dificuldade de achar peças e acabamentos e a fama de carro tocha, acabaram c/ ele.
    É bem menos bomba que um Tempra (que acho mais bonito), mas é tão desvalorizado quanto.
    Acho um carro legal até, meu tio teve um quando ainda era novidade, e andei nele algumas vezes, belo painel, boa visibilidade, andava bem, econômico….era versão 1.6….as outras versões, 2.0 e 2.0 16v, são mais complicadas…..teria uma em bom estado, pegar para restaurar não. O da foto já era, manolizado, judiado e meio tortão, Doador e prensa!

  14. DOUG 22 de abril de 2014 às 22:37 #

    pode prensar, carrinho e******, igual ao tempra

  15. Celso 24 de julho de 2014 às 17:08 #

    Bando de hereges!!! Meu primeiro carro nos idos de 99 foi uma tipo 95 prata, 1.6 com teto solar. Tive problemas com ela? Claro! Depois de 2 dias de tirado da loja a bandeja da suspensão simplimente caiu, problema na peça colocada, sem contar barulhos no banco e algumas doideras na injeção em marcha lenta…Mas até hj penso novamente em comprar uma, pra mim, não tem NENHUM carro que se equipara a tipo em design, sou fã dos seus ângulos retos. Fogo é achar uma inteira ou pelo menos não “manolizada”…

  16. entornonews 6 de dezembro de 2014 às 01:05 #

    Carro excelente. Bom, confortável, econômico. Hoje sem valor comercial se acha desses carros a preços bem módicos. Ou seja, o mesmo que se paga num corcel II, um Chevete, ou um uno caindo aos pedaços, ainda se consegue comprar um Tipinho desses em bom estado. Se bem cuidado não dá dor de cabeça. O 1.6 é o melhor deles.Eu tinha um fiat 147, que vendi e hoje tenho um Tempra SW. NÃO ME ARREPENDO!!! Não me dá dor de cabeça alguma. Depois que comprei gastei 600 de manutenção preventiva, itens que devem ser mexidos sempre que se compra carro usado, e tenho um carrão pra muito tempo de vida ainda.

    Pobre Tipo. Esse do post não volta mais a vida, mas ainda é um ótimo doador de peças!!!

Comentar no #CarroCultura!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: