Órfãos: Chevrolet Monza

22 jan

Juiz de Fora, Minas Gerais: mais uma contribuição de Danyel Parts.

Clique nas imagens para vê-las em tamanho maior.

Monza (1) (640x480) Monza (2) (640x480)

Curta o #CarroCultura também pelo Facebook! >> http://www.facebook.com/CarroCulturaBlog

16 Respostas to “Órfãos: Chevrolet Monza”

  1. entornonews 23 de janeiro de 2014 às 00:26 #

    Ta sujo mas ta bem inteiro!!! Tem chance!!!! É um MPFI provavelmente ano 95. É o único carro da GM que realmente me chama a atenção. Eu adotaria pelo preço justo.

  2. Luiz Fernando Wernz 23 de janeiro de 2014 às 07:21 #

    Não é MPFI, é um Monza SL/E 91 a 93. Em 94 já mudou para GLS. Esse só teve injeção monoponto (EFI). Aliás, os únicos Monzas que tiveram injeção MPFI foram o 500 EF e o Classic SE 91 a 93 e, ainda assim, era opcional neste último. Os Monza Classic MPFI 91 e 92 tinham 116 cv e o 93 tinha 121 cv, igual ao Kadett GSi. Todo Monza MPFI era a gasolina, enquanto a injeção EFI podia ser a álcool tbm. Uma pena esse carro ter acabado assim, está muito ruim, não vale a pena, financeiramente, recuperá-lo. Quem sabe daqui a uns 10 anos, quando o Monza ficar mais valorizado, como os Opalas estão hoje?

  3. Hugo 23 de janeiro de 2014 às 08:12 #

    Como não curto nadinha carros da GM, pode ficar do jeito que está aí…

  4. Homem Mau, Feio e Barbudo do Ferro Velho 23 de janeiro de 2014 às 09:00 #

    Aparentemente sofreu enchente, e vai ser complicado trazê-lo de volta a ativa, ainda mais porque esse modelo não tem grande valor de mercado…tá condenado a acabar aí, ou então virar prego na Cosígua…

  5. Letoledo 23 de janeiro de 2014 às 10:22 #

    Esse já virou um Tubarão Banguelo. Condenado a morte.

  6. Kanduxo 23 de janeiro de 2014 às 11:25 #

    É um carrão. Tive dois, um Classic SE 1991 e um Barcelona 1992, uma delicia de guiar. Se for bem baratinho, eu adoto.

  7. Sérgio 23 de janeiro de 2014 às 14:51 #

    Um senhor automóvel! Inigualável nos anos 80, ainda bom no início dos anos 90. No meu entender, o grande erro crasso da General Motors do Brasil foi não aproveitar o sucesso e a boa aceitação do nome para lançar, já no início dos anos 90(no mais tardar, 92 – junto ao OMega) o Vectra A, como “Monza”. Embora o Chevrolet Vectra tenha sido outro produto de amplo sucesso, já nasceu numa era de pluralização de opções. Aí, acredito que a força do nome “Monza” teria segurado mais alguns clientes que foram para outras marcas.

    Triste fim deste aí…:/

  8. JUNIOR DA SUPREMA 23 de janeiro de 2014 às 19:10 #

    Amigos do carroculttura, vocês que gostam de monza não podem deixar de conhecer a COLEÇÃO LMALZONE, se trata de um canal no youtube onde os caras tem como foco os monza seja para reforma ou imaculados, eles tem varios monzas na coleção desde SR, SL/E, GLS entre outros, vale a pena conferir, eu mesmo sou fan deles, inclusive você vera vários videos de reformas passo a passo de varios monzas, acessem no you tube http://www.youtube.com/user/LCDBEST.

    • Sérgio 25 de janeiro de 2014 às 09:55 #

      Muito bem lembrado, Junior!

    • Explosivo 25 de janeiro de 2014 às 11:21 #

      Grande amigo Junior, acompanho o Malzoni já há um bom tempo, o cara tem carros muito bons.. Ótima recomendação, assino embaixo.

  9. JUNIOR DA SUPREMA 23 de janeiro de 2014 às 19:11 #

    Já quanto ao carro, deve ser um 91.

  10. tiago tipeiro 23 de janeiro de 2014 às 22:38 #

    volta sim nada que uma boa lavada e umas arrumada. eu adotaria curto muito o modelo.

  11. Antonio Henrique 24 de janeiro de 2014 às 21:35 #

    Tive dois monzas, um 90 SL/E (nostalgia na barra entre o “L” e o “E”), quando eu tinha meus 18 anos, veio da mãe, que veio do pai, que comprou zero, passou para mim por volta de 1999, eu me sentia “o cara”, aquele painel que te aconchegava, totalmente voltado para o motorista. O Conta giros do lado direito (único que eu já vi até hoje), o econômetro, naquela época!!! “Summer of 69″ do Bryan Adams” tocando no som, era show!!! O segundo que tive, um CLUBE 1994, muito bom… Mas o tempo passou, tive vectras, e hoje tenho uma S10 2012, um verdadeiro lixo, comprei zero, voltou três vezes na garantia… Como a GM piorou dos anos 90 para cá!!! Continuo comprando os carros da GM por dois motivos, são comerciais e baratos, tirando isso, não tenho mais nada a elogiar… Só sobrou a nostalgia…

    • Kanduxo 25 de janeiro de 2014 às 21:47 #

      Não tive mais GM depois dos Monzóes que tive. Que carros, eram fantáticos! Passava-se em lombadas e não se sentia batidas secas, tinha uma estabilidade boa, andava a beça, completo, putz, só de pensar da vontade de adotar esse aí.
      Os carros de hoje nem se comparam no quesito durabilidade. Ainda vejo muitos carros de 15, 20 anos andando bem, mesmo não sendo cuidados como todo carro deve ser cuidado. (Meu carro tem 10 anos e cuido sempre, é por isso que recebo vários elogios e ofertas…rsrs).
      Uma pena que a GM piorou, andei num Classic esses dias e, pelo amor, nuca mais.
      Quanto ao conta-giros do lado direito, eu já vi alguns carros, são poucos, mas vi. Um deles foi um Daihatsu Terios que tive.

  12. Explosivo 25 de janeiro de 2014 às 11:22 #

    Monzão, belo carro mas esse eu passo. Não explodo, apenas deixo aí para alguém que queira e se ninguém quiser, machado nele..

Comentar no #CarroCultura!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: