Órfãos: Fiat Tempra

26 dez

O queridinho do blog está de volta, em mais um flagrante dos Irmãos Rocha, desta vez na zona oeste de São Paulo!

Clique nas imagens para vê-las em tamanho maior.

Curta o #CarroCultura também pelo Facebook! >> http://www.facebook.com/CarroCulturaBlog

21 Respostas to “Órfãos: Fiat Tempra”

  1. explosivo 26 de dezembro de 2013 às 13:41 #

    Eu ainda sonho ter um desses um dia, desse mesmo jeito ou um hlx 99, última série.. Pena que não tenho bol$o pra isso.. É péssimo carro, mas fazer oq.. kkkk.

    Esse aí é show, mas eu passo, está muito acabado.

  2. Magrao monzeiro 26 de dezembro de 2013 às 15:06 #

    Ja era,somente doador mesmo pois com o dinheiro a ser usado para arrumar este ai se compra outro em bom estado

  3. Hugo 26 de dezembro de 2013 às 16:04 #

    E pensar que, na década de 90, suspirei tanto por esse carro, até comprar um, em pesadas parcelas rs…um Tempra Ouro. Esse aí parece não ter muita salvação. Economicamente inviável.

  4. tiago tipeiro 26 de dezembro de 2013 às 16:25 #

    não ta tão ruim assim nada que um bom funileiro não resolva o problema eu adotaria, mas tem que ver a documentação antes

  5. tiago tipeiro 26 de dezembro de 2013 às 16:37 #

    esse é muito lindo eu queria http://carro.mercadolivre.com.br/MLB-530502450-tempra-stille-turbo-ano-95-verde-muito-novo-_JM

  6. junior da suprema 26 de dezembro de 2013 às 18:10 #

    Rodeado de criticas devido a sua mecânica um pouco complicada, já foi o sonho de consumo de muita gente nos anos 90, o único sedan de luxo da fiat que alcançou altos patamares de sucesso, até hoje jamais superados, o carro que era sinonimo de modernidade na época, hoje se encontra pelas ruas largado sem nem uma importância,mas só quem já andou em um, é que sabe o quanto esse carro era confortável ao ponto de dar sono em viagens, silencioso, interior bem acabado, e com motor valente, alem de um desenho simpático e requintado conquistou muitos fas até hoje.
    até tenho vontade de possuir um, mas alêm de não poder, achar um exemplar em boas condiçoes e bem difícil.

    • explosivo 26 de dezembro de 2013 às 23:03 #

      Grande amigo Junior, deixando de lado os defeitos crônicos do carro, um ponto vc disse e coberto razão. Eu assino embaixo! A Fiat nunca mais fez sedans de luxo com o conforto de um tempra. Aquilo eram poltronas, com cortinas (que cortavam parte do sol). Luzes de porta para ajudar a evitar colisão quando as portas se abriam.. Um design lindo (é meu gosto particular). Gosto muito do marea tb, pela esportividade (e não pelo luxo conforto). A razão não deixaria ter o segundo.

  7. Kanduxo 26 de dezembro de 2013 às 19:45 #

    Eu passo. Tive um pra nunca mais ter.

  8. Jhon 26 de dezembro de 2013 às 20:16 #

    Eu passo essa bomba

  9. Homem Mau, Feio e Barbudo do Ferro Velho 27 de dezembro de 2013 às 00:43 #

    Corrida de demolição (demolitempra) e depois prensa e triturador de sucata….R$0,19 o quilo se funcionar para essa finalidade….

  10. Marcus Vinícius 27 de dezembro de 2013 às 08:25 #

    Placa de Itapeva, próximo do Paraná, por isso a placa inicial ‘A’… Esse deve ser um SX 97 ou 98… É um ótimo carro, meu amigo tem um, mas esse está muito acabado e parece que já foi reformado até… Com o preço pra arrumar compra-se um andando…

    • junior da suprema 27 de dezembro de 2013 às 13:37 #

      Meu caro amigo marcus, as rodas realmente saíram na versão SX, mas observe que modelo se trata popossivelmente do TEMPRA IE 95, as lanternas e setas diateiras maiores, logo denunciam e o friso com a inscrisão 2.0 ie provam que não se trata da sx. ao não se que as lanternas tenha sido adaptadas.
      Bem queria a fiat repetir esse sucesso outra vez, valeu marcão DEUS te proteja.

      • Juca 27 de dezembro de 2013 às 15:56 #

        Pela inicial da placa (afq) ele deve ser mais ou menos ano 96.

      • Marcus Vinícius 28 de dezembro de 2013 às 09:11 #

        Realmente, não javia reparado no tamanho no friso, nas setas e o farol e o para-choque também que parece da linha 95, Só levei em conta a grade que parece mudada (a grade do 95 parecia com a dos Milles da época) e as rodas do SX…
        Se fosse pra ter um Tempra gostaria de ter um dos ultimos 99 “Tempra 8V”
        Valeu Junior, fica com Deus, Abraço!!!

  11. Sérgio 27 de dezembro de 2013 às 09:05 #

    Sempre tive vontade de ter um, mas nunca tive. Acabei enveredando pelos automóveis japoneses e fiquei no ramo. Sei que o Tempra é problemático e requer mecânicos com conhecimentos, não os “Zé-mané-VW”.

    De qualquer maneira, embora distantes, meus planos de – eventualmente – adquirir um, não estão totalmente engavetados. Gostaria de um da primeira fase. Se possível entre 1992 e 1994. Há uns tempos vi um desses à venda no Webmotors, bem conservado. Tinha algo em torno de 50.000km e estava tinindo nas fotos. O dono queria 20.000$.

    Aguardo agora pela chegada do Dodge Dart, que na versão nacional receberá o nome de “Novo Tempra”. É resgatar um nome forte num veículo totalmente novo. Quem sabe, dessa vez ganha boa fama.

  12. Jhon 29 de dezembro de 2013 às 10:22 #

    Bomba, essa eu passo.

    • tiago tipeiro 31 de dezembro de 2013 às 15:15 #

      bomba pra quem não sabe cuidar pensa que todos os carros é fusca

  13. entornonews 30 de dezembro de 2013 às 00:23 #

    Pago 2000 e tiro ele dai!!!

  14. Renato Terremoto 4 de janeiro de 2014 às 21:28 #

    Defino esse carro com 4 letras. JOÇA

    • entornonews 5 de janeiro de 2014 às 22:19 #

      Buss passenger detected!!!!

  15. entornonews 6 de dezembro de 2014 às 01:27 #

    Pra todos que falam mal do tempra, nunca tiveram o carro e/ou não conhecem o mesmo. Falam por falar ou porque fulano falou que cicrano disse que beltrano teve um desse e morreu de fome por manter o carro.

    Puro mito. Muitas das peças usadas nesses carros, principalmente os últimos fabricados, foram usados por outros modelos da FIAT, algumas são até hoje. como é o caso da balança dianteira que é a mesma usada pela Fiorino até hoje. Bom pelo menos antes de mudarem ela para o padrão novo do Uno, era. Muita coisa se acha desses carros e se forem bem cuidados não dá nenhuma dor de cabeça, nem pra você nem pro seu bolso. No caso de partes físicas o Tipo e o Tempra intercambiam muita coisa, quase tudo praticamente.

    Ai deve ter gente lendo o que eu to relatando e no mínimo pensando que sou apenas mais um “fã boy de mierda” que só ta defendendo a marca, mas que na verdade anda em um 147 velho.

    Pois saibam que eu falo com conhecimento, porque tenho um Tempra, uma SW por sinal, e não me arrependo da troca que fiz.

    O único gasto mais puxado que tive com esse carro, foi depois que comprei e realizei manutenções de rotina. Item básicos como troca de óleo, correia dentada e outras cositas más. 600 reais tudo c/ mão de obra. E fiz isso por ser uma ação deveras necessária sempre que se compra um carro usado. Hoje em dia o carro tá show de bola.

    Por tudo que esse carro me oferece em termos de conforto, economia, potência e um rodar macio,pelo preço que paguei, não compraria outro carro igual. Ou seja o que eu pagaria em um 147 bacaninha, por exemplo, eu paguei num carro incrível.

    São carros muitos bons e atemporais. Mesmo atualmente, quase em 2015, esses carros são bem “atuais”. Assim como ocorre com as Mercedes mais antigas.

    Podem falar mal, mas quem tem um carro desses e que cuida direito sabe do que to falando!!!!

    Palavra de quem tem!!!

Comentar no #CarroCultura!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: