Órfãos: Monza S/R Venezuelano

22 jan

O colaborador Evandro Fraga nos escreve com uma raridade:

Achei um Monza S/R 1989 do tipo “Exportação” ou “Venezuela” órfão em Campinas, SP. Trata-se de um exemplar de lote de Monza extremamente raros que eram exportados pela GM Brasil em CKD para a Venezuela, onde eram completados com componentes locais e montados na subsidiária daquele país. No lançamento do Vectra A e Kadett naquele país, em 1990, foi retirado de linha o Monza sedan e hatch. Um lote já terminado foi então importado pronto para o Brasil e utilizado por algum tempo na GM, e em seguida oferecidos no mercado ao longo dos anos de 1990 e 1991. Pouco mais de 200 unidades de Monzas Venezuelanos foram importados. Destes, inclusive alguns com injeção eletrônica, antes mesmo do lançamento oficial da injeção pela GM no Brasil através de seu Monza 500EF. Portanto, trata-se de versão muito rara mesmo. Observem que já está parado há muito tempo no mesmo lugar, embora seus pneus ainda estejam cheios.

Boa, Evandro!
Clique nas imagens para vê-las em tamanho maior.
Anúncios

31 Respostas to “Órfãos: Monza S/R Venezuelano”

  1. Explosivo 22 de janeiro de 2013 às 22:59 #

    Câmbio automático ou é impressão minha!? Esse merece adoção, restauração e muito cuidado..

    Adotaria como carro de dia a dia..

  2. junior da suprema 22 de janeiro de 2013 às 23:19 #

    Esse é pra colecionador, é inacreditavel um carro desse está abandonado, deve valer uma nota e ainda esta inteiro, mas orfão a parte quando falam em monza uma das primeiras coisas que vem a cabeça é o silencio e a macies ao rodar.

  3. Magrao da Borracharia 22 de janeiro de 2013 às 23:29 #

    VOLTEI !!!!! APÓS SER MAGRAO GAÚCHO…. !! carro raro esse…. adoto ele rápido… rebaixo e deixo zeradinho…..

    • junior da suprema 23 de janeiro de 2013 às 01:49 #

      Bem vindo.

  4. Marcio Bimmer 22 de janeiro de 2013 às 23:41 #

    Espetáculo de carro, superado apenas pelo Kadett GS, que até hoje acho o hatch mais bonito fabricado no Brasil pela GM.

  5. Jhon 22 de janeiro de 2013 às 23:55 #

    Ta ai um carrao que nao merecia esse fim, pela frente alta parece que ele esta sem motor.

  6. JP 22 de janeiro de 2013 às 23:57 #

    Espetacular achado! Espero que seja recuperado, pois é digno de coleção.

  7. lucas 23 de janeiro de 2013 às 00:09 #

    tem um monza desse jeito so q na versao classic no mercado livre a venda,o anterior dele e bege

  8. Homem mau, feio e barbudo do Ferro Velho 23 de janeiro de 2013 às 00:51 #

    Esse eu não conhecia………mas parece merecer uma nova chance, dada a raridade e o estado de conservação não muito deplorável…….

  9. tiago 23 de janeiro de 2013 às 10:02 #

    eu nao gosto desse modelo do monza acho feio,gosto do modelo 1991 pra frente mas esse merece uma boa restauraçao e um dono !!!

  10. Bruno 23 de janeiro de 2013 às 10:14 #

    Automático ainda… Depois de arrumar da pra vender pra colecionadores por mais de R$30.000,00 fácil.

  11. Roger_PG 23 de janeiro de 2013 às 12:15 #

    tem um vídeo no canal do LMalzoni com um igual a esse e um outro com um Classic venezuelano, dá pra vê-los em detalhes

  12. Letoledo 23 de janeiro de 2013 às 13:16 #

    De fato esse “Monzoleu” pode ter um valor muito bom de mercado por ser mosca branca de olhos azuis.

    Um fato curioso é que os carros vendidos na Venezuela pré-Chavez, mesmo no final dos anos 80, eram mais caprichados do que o exemplares brasukas. Cambio automático, faróis de milha, injeção eletrônica, rodas de liga e outros acessórios que pareciam ser de série para nossos vizinhos, para nós custavam uma fábula.

    Uma das pouquíssimas coisas boas que o Collor fez enquanto presidente, foi liberar as importações. Só assim as montadoras instaladas no país se viram forçadas a melhorar a qualidade de suas carroças, como dizia, com toda razão, o próprio fdp do ex-presidente.

  13. Magrao Da Borracharia 23 de janeiro de 2013 às 13:23 #

    obrigado !

  14. Evandro D'Adderio Fraga 23 de janeiro de 2013 às 13:41 #

    Olá Galera do Carro Cultura. Sim, como todos postaram aqui esse é um exemplar raríssimo da linha Monza e da GM como um todo nos anos 80. O carro está altamente recuperável e vou buscar por mais informações sobre a história desse exemplar em específico e também de seu dono. Se tiver novidades postarei aqui.

  15. Evandro D'Adderio Fraga 23 de janeiro de 2013 às 13:45 #

    O exemplar das fotos está sem vários componentes externos, como aerofólio traseiro, inscrições na tampa do porta-malas, spoilers traseiros, frisos laterais. Parece pouco, mas desfigura bastante o carro. Em breve enviarei ao Carro Cultura outro venezuelano que esteve parado por uns 3 anos em S. Caetano do Sul.

  16. César Roëntgen 23 de janeiro de 2013 às 15:40 #

    A maior característica desse modelo é o vidro traseiro sem desembaçador.

    • Roger_PG 24 de janeiro de 2013 às 16:01 #

      isso, por causa do clima da Venezuela, lá por ser mais quente pouco provável o vidro embaçar

  17. Cars4Fun 23 de janeiro de 2013 às 15:43 #

    Que desperdicio……o valor dele e devido pela raridade. Merece segunda chance.
    http://www.cars4fun.com.br

  18. Magrão monzeiro 23 de janeiro de 2013 às 20:10 #

    Kralho, por ser um hatch com cambio automatico ja é extremamente dificil , imagina um hatch pós 88 e S/R ainda,Desculpe a palavra,mas PQP,este tem que vir pra minha garagem.

    Evandro D’Adderio Fraga , se tiver informação de venda deste carro,o adoto,meus planos eram outros,mas este carro tem que ser salvo ,e ficaria ótimo em copanhia de meu SL/E 86 na garagem.

    andersonsantosmesquita@gmail.com

  19. Luiz Fernando Wernz 24 de janeiro de 2013 às 07:48 #

    Se vcs se impressionaram com esse carro e querem saber como realmente era esse carro quando 0km, busquem fotos do S/R venezuelado, vulgo “Hugo”, do próprio Evandro, meu grande amigo! Está exatamente como saiu de fábrica agora. Quanto a este azul, como já comentei com o Evandro, ele tem um alinhamento de carroceria excelente, que demonstra que, apesar de ter sido abandonado e perdido vários detalhes característicos, não parece ter sido um carro judiado. Completamente adotável! Abraço!

  20. Gerson 24 de janeiro de 2013 às 21:21 #

    Pessoal, esse carro nao foi importado da Venezuela. A GM exportava o Monza montado para a Venezuela, e neste lote foi cancelada a exportacao e “sobrou” alguns carros aqui no Brasil. A GM decidiu utilizar alguns na frota interna e outros foram vendidos para funcionarios. Um processo semelhante foi feito com Chevy 500 que seriam exportadas para o Oriente Medio.

    • Evandro D'Adderio Fraga 25 de janeiro de 2013 às 00:17 #

      Existe essa polêmica acerca das versões sobre esse lote de Monzas. Aliás, no meu post no site do Monzeiros sobre a história desse modelo, eu comecei contando exatamente a versão que vc colocou aqui. Posteriormente o Luis Carlos Duarte, que se dedica a pesquisa da história do Monza, e o Francisco Correia, que tem um venezuelano adquirido da GM, me corrigiram. O curioso é que, independentemente das versões, os Monzas venezuelanos tem a marcação de chassis como as versões brasileiras, exceto pelo número sequencial que é maior e foge do “range” de linha normal. No youtube tem o canal do LCD com essas e outras informações sobre os venezuelanos e outros modelos de Monzas e outros ícones.

      • Roger_PG 25 de janeiro de 2013 às 14:11 #

        eu postei ali em cima os dois vídeos do canal LCD sobre a história desses Monzas venezuelanos, um do S/R e outro do Classic

    • César Roëntgen 26 de janeiro de 2013 às 14:15 #

      Tem vários casos, meu pai que trabalhou em concessionária GM diz que os Chevettes 4 portas eram feitos para exportação para o Uruguai e Colômbia, mas que sempre tinha um motorista de táxi que pedia um, por isso que a maioria dos “sobreviventes” desse modelo é bem judiada, pois foi táxi. E em 2001 foi vendido no Brasil um lote de Blazer diesel que seria destinado à exportação para a Rússia, mas sobraram devido a um desacordo comercial, elas vieram com radiador de cobre, rádio toca-fitas e pneus tipo “lameiro”.

      • Gerson 27 de janeiro de 2013 às 00:23 #

        Pessoal, eu trabalh na GM ha 25 anos e por isso que conheco a hitoria da maioria desses casos/carros. Qto ao Chevette 4 portas, eu tenho duvida se eram fabricados aqui no Brasil ou se eram CKD para Colombia e montados por la’. O caso citado das Blazer e’ mais ou menos isso mesmo. Abcs

        • Daniel 22 de maio de 2013 às 20:25 #

          Gerson sou um feliz proprietário de um Chevette 1979 monocromático vinho me falaram que ele era para ser exportado para Venezuela e que alguns foram retirados a pedidos parceiros ou funcionários . conheço apenas mais um igual ao meu.
          Vc sabe se esta informação procede?
          Grato

      • Daniel 22 de maio de 2013 às 20:28 #

        o chevette quatro portas, uma versão feita para exportação nos anos de 1977 a 1981 e 1987, da qual poucos exemplares foram vendidos no mercado interno.

        http://www.chevettemania.net/historia.htm

  21. leandro 30 de janeiro de 2013 às 22:32 #

    esse eu adotaria certeza

Comentar no #CarroCultura!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: