Órfãos: Chevrolet Calibra

5 ago

Fortaleza, Ceará, em contribuição de Filipe Rolim.

Clique na imagem para vê-la em tamanho maior.

Anúncios

75 Respostas to “Órfãos: Chevrolet Calibra”

  1. Tomitão 5 de agosto de 2012 às 11:35 #

    Isso é de partir o coração!

  2. Daniel M G 5 de agosto de 2012 às 11:51 #

    Esse eu adoto sem pensar duas vezes, a mecânica é facílima de encontrar, é a mesma do Monza e Vectra, as peças de acabamento é são um pouquinho difíceis, mas nada que uma coisinha chamada Internet não resolva!

    • Jhon 5 de agosto de 2012 às 12:20 #

      A mecanica nao tem nada a ver com monza e o unico vectra que teve o mesmo motor dele foi o GSI.
      Esse carro é ótimo, anda bem é economico e da pouca manutenção. as peças nao sao tao faceis de se achar como as do monza mas tambem nao chega a ser dificil nem caro.

      • RAFAÉL CD 4.1 5 de agosto de 2012 às 17:11 #

        Exatamente Jhon, a não ser que exista uma versão 2.0 16v de monza com 150 cv, mas eu desconheço.

      • Luciano Burti 7 de agosto de 2012 às 10:38 #

        Tirando o drivetrain, tem muita coisa do Monza sim, e até do Chevette e Corsa. O que diferencia realmente é a suspensão traseira independente e o motor 20XE, com cabeçote rebaixado de fábrica. O resto é de fato bem fácil de achar.

    • Mano de toca 12 de janeiro de 2013 às 19:39 #

      MECANICA DE MONZA?! KKKKKKKKKKKKKKK BAIXA O CEP CHEV E DA UMA OLHADA ANTES DE FALAR BABOSEIRA..

  3. RAFAÉL CD 4.1 5 de agosto de 2012 às 17:23 #

    Nããããoooo, por favor não, eu loko pra encontrar um em boas condições e a preços razoáveis e o cara abandona essa máquina,…. é um dos melhores motores que existem, mesmo sendo antigo, em termos de potência, torque, consumo, sem contar o cx desse carro que é ótimo(cx0,26), o mesmo da ferrari 360 modena. O motor desse carro desenvolve 150cv sem precisar de milagres de litragem enorme ou de turbina, infelizmente para o brasil vieram pouco mais de 1600 unidades, e hoje em dia é difícil encontrar um em boas condições, ou que não tenha caído nas mãos de manolos e suas gambiarras.Além de ser moderno mesmo para os dias atuais, anda muito e é relativamente econômico. Eu encaro esse com certeza, só o que esse carro está precisando é de um dono que lhe dê um pouco de atenção, amor e carinho para trazê-lo de volta aos seus dias de glória,…Se fosse aqui perto, ou se eu tivesse condições para ir lá no ceará buscar eu nem pensava nem meia vez,…adotava sem pensar,…

  4. Cristiano "Kiko" Molinari 5 de agosto de 2012 às 17:32 #

    Salvem-o enquanto há tempo!
    Cadê minha grana numa hora dessas… :/

    Abs
    Kiko Molinari

  5. César Roëntgen 5 de agosto de 2012 às 18:13 #

    Interessante é que é 94, um dos últimos “sobreviventes” com essas rodas originais… Raríssimas, uma vez que 11 em cada 10 tiveram as rodas trocadas por aros 17, durante o processo de xunagem que inevitavelmente sofreram.
    Não sei se é o motor ou o câmbio, mas o fato é que esse carro é simplesmente “morto” em termos de desempenho (assim como qualquer Vectra), a GM tinha bons carros mas faltava “acerto”, e como faltava. Quem pensa que essa linha Vectra GSi/Calibra tem desempenho brilhante, certamente é porque nunca andou em um.

    • Jhon 5 de agosto de 2012 às 19:57 #

      Só pode estar de brincadeira, ele foi eleito o carro mais rapido na época em que foi lançado, o Vectra GSI acelerava até 100 em 9 segundos, mais rapido do que praticamente todos os carros atuais fabricados no Brasil quase 20 anos depois. Alem do GSI teve varias versoes do vectra com otimo desempenho como os 2.2 16v ou 2.0 16v.

    • Alex 5 de agosto de 2012 às 22:22 #

      Só se for por causa da primeira marcha longa, mas tirando isso o carro é muito rápido.

    • Zé Marreta 6 de agosto de 2012 às 08:46 #

      Você é que nunca deve ter andado em um. Tive vários e enormes problemas com meu Vectra GSi, mas negar que ele andava demais, para um carro de quase 20 anos atrás e sem turbo?

    • jose rogerio de aquino 7 de maio de 2013 às 20:09 #

      Quer conhecer um belo carro com desempenho brilhante , coloque um Gsi na estrada, mas tem que ter cuidado pois o carro e estupendo. ainda hoje melhor que tudo que esta por ai( Golf,stilo,Focus, civic, corolla etc…).Quanto ao calibra nao sei, pois nunca dirigi, mas se a mecanica e a mesma e o cx e excelente, imaginem!!!

  6. @lex.........que odeia belina 5 de agosto de 2012 às 18:14 #

    Sem duvida nenhuma esse é um otimo carro com a manutenção muito facil…..quanto a detalhes de acabamento não há nada como um e-bay que não resolva…..

  7. Bynhoz®, 5 de agosto de 2012 às 19:21 #

    Dá o endereço da mula que largou esta máquina aí, que vou pegar o primeiro avião e dar um pau neste jegue… Bicho besta da Porra!!! puta carro!!! chorei!!!

  8. Lucas Lieggio 5 de agosto de 2012 às 20:40 #

    Acho que este carro não está órfão. Pode estar parado ai por a pouco tempo, mas olhando bem a foto não aparenta estar ai a muito tempo. Alguém de fortaleza conhece mais sobre este exemplar em questão?

  9. Homem mau, feio e barbudo do Ferro Velho 5 de agosto de 2012 às 21:24 #

    Esse é legal, raro e aparentemente está em bom estado…………espero que seja salvo por alguma alma piedosa que o devolva às áureas épocas de sua total elegância e glamour……….

    • Sucateiro 7 de agosto de 2012 às 23:19 #

      Se depender de mim, este ai não volta para as ruas… Vai para um Museu. Em alguns anos este modelo terá algum valor como colecionável

  10. leandro 5 de agosto de 2012 às 22:02 #

    sempre achei esse carro bonito esse vale apena salvar

  11. Explosivo 5 de agosto de 2012 às 22:33 #

    Esse é um MITO! Como meu amigo barbudo disse, tomara que encontre um dono zeloso que dê uma restauração merecida (e não xune o carro).

  12. Ricardo Sarmento 6 de agosto de 2012 às 02:44 #

    Absurdoo!!! Um carrão desses orfão é um verdadeiro pecado!! Adotaria com certeza, mesmo que tivesse altos custos. É um p*** carro, e se fizer o escape, colocar um filtro maior e trabalhar o cabeçote, fica mais esperto ainda sem precisar mexer muito.

  13. Zé Marreta 6 de agosto de 2012 às 08:38 #

    Eu tive um Vectra GSI 95/95 branco. Foi um carro que me deu uma alegria enorme e que, ao mesmo tempo, me decepcionou muito, quando resolvi vendê-lo sem dó nem piedade. Era rápido sim, muito. Era muito confortável também, econômico demais (fazia SEMPRE mais de 10 km/l NO USO URBANO) e como era um carro com nível muito acima da média, chamava atenção por onde passava, mesmo estando 100% original. Mas não se iludam; a manutenção não é tão fácil (ele e o Calibra têm peças específicas, principalmente de eletrônica, das quais falarei mais adiante, que estão extremamente raras hoje) e, acima de tudo, É MUITO CARA. Suspensão é barata, pois é praticamente igual à do Monza. Nesse caso, o Calibra é até pior, pois tem suspensão exclusiva. Mas peças de motor… Pergunte a quem tem ou teve Calibra ou Vectra GSI (como eu, que passei 4 anos com o carro) sobre a mangueira “coração”; dificílima de encontrar e custa R$600,00. Podem ligar na Accioly, se ainda tiver essa mangueira. As gambiarras são inevitáveis. NENHUMA das mangueiras do arrefecimento desse carro se encontra mais, em lugar nenhum. Só se resolve pegando as mangueiras originais e fazendo outras de forma caseira, usando-as de modelo. Tive que trocar o diferencial do meu, que é exclusivo dele e do Calibra também. Quem disse que passei menos de 2 meses para encontrar a peça? Sabe quanto para fazer o diferencial e trocar mais duas engrenagens? R$3.000,00!!!! Só o diferencial, que peguei USADO em bom estado, foi R$1.500,00!! Os relés da ventoinha também têm problema crônico de falha na tomada, funcionam quando querem e haja olho no termômetro do painel pro motor não superaquecer. Tinha vezes que a ventoinha enlouquecia a ponto de eu não poder usar o ar-condicionado do carro que, ao invés de a ventoinha ligar junto com o ar, ela desligava!!! E os conectores do ABS, que depois de um tempo de uso, se vc esterçava a roda totalmente, eles se rompiam? Quanto a componentes eletrônicos, foi aí que começou meu pesadelo. Para quem não sabe, Omega e Vectra A tendem a queimar chicote, conheço inúmeros casos. Começou a esquentar na região da caixa de fusíveis, pode se preparar, vai gastar UMA GRANA fazendo o chicote inteiro denovo. Gastei R$2.500 fazendo o meu. Eram mais de 100 conectores. E tive que fazer o chicote por que? Pq o MALDITO MÓDULO DE IGNIÇÃO, um pequeno que fica perto da bateria, queimou, fazendo o carro começar a funcionar apenas dois cilindros e superaquecendo o catalisador, chegando a INCENDIAR as borrachas de suporte do catalizador. Foi um pesadelo, um trauma mesmo, me deixou com ódio do carro. E para descobrir o defeito? Trocamos bobina, foi verificado da injeção SFI (aliás, excelente) e nada. Era só esse módulo. Quanto tempo para encontrar um? TRÊS SEMANAS DE PROCURA INTENSA! Quanto custou só essa pecinha?? R$520,00!!!! Não agüentei mais. Depois do susto e de quase R$15.000,00 gastos nestes quatro anos com problemas que o carro apresentava, peguei enorme desgosto e vendi rápido, muito rápido mesmo, só queria me livrar dele. Era um P*** de um carro, mas não tem jeito; é o tipo do carro que só presta quando novo. Problema MECÂNICO nunca deu, mas esses GM mais tecnológicos da década de 90 são uma enxaqueca para seus donos. Fica o desabafo e algumas possíveis razões para esse lindo Calibra ter sido abandonado. Se eu não conseguisse vender meu GSi, também o teria abandonado. Peguei MEDO de andar nele. Isso tudo faz mais de 5 anos, mas só de lembrar, me arrepio! Abs!

    • Daniel M G 6 de agosto de 2012 às 11:28 #

      Caraca…eu não imaginava que esses carros fossem essa bucha toda, estou começando a entender o motivo pelo qual eu já ter visto outros Calibras largados por aí.

    • Homem mau, feio e barbudo do Ferro Velho 6 de agosto de 2012 às 14:23 #

      Depois dessa extensa e minuciosa cátedra expositiva sobre todos os defeitos iminentes que cercam esse modelo de carro, resolvi que pago R$0,19 o quilo para desmanchá-lo e vender as peças mais difíceis de encontrar para outros proprietários que necessitem delas……..

    • Explosivo 11 de agosto de 2012 às 00:43 #

      Ah cara, é um belo carro, mas com todos esses problemas crônicos………. Uma pena!

    • jose rogerio de aquino 7 de maio de 2013 às 19:56 #

      E obvio que peças para carros de verdade podem ser um pouco dificil de encontrar , afinal, so compramos e adoramos carros ruins e ultrapassados(veja nossa frota).Automoveis realmente bons sao poucos, dai a dificuldade de peças e preço justo.Para o meu GSI sempre encontrei o que preciso. Somos otarios ,( pagamos muito por carros ruins, baixo poder aquisitivo, estradas horriveis…..etc) e por ai vai E estamos condenados a continuar ignorantes e nanicos.

  14. FABIO ANTI FIAT 6 de agosto de 2012 às 09:12 #

    Que que isso gente ! alguém salve esta raridade!

  15. Marcus Vinícius 6 de agosto de 2012 às 09:37 #

    É de cortar o coração… sem comentários…

  16. Thiago Da Cuca 6 de agosto de 2012 às 11:14 #

    Lindo e ótimo carro, me senti no mato sem cachorro com nego dizendo que a manutenção é fácil e barata….
    Aposto que ninguém nunca comprou um alternador desse carro!!!

    • Zé Marreta 6 de agosto de 2012 às 11:43 #

      Tem razão Thiago! Quem compra um desse ou um vectra GSi tem que ter o bolso PREPARADO e um saco de paciência do tamanho do mundo para achar algumas peças e depois pagar por elas. Excelente carro, mas é f*** de manter. Completamente abandonável mesmo.

  17. Adriano CP 6 de agosto de 2012 às 11:55 #

    As rodas do Calibra eram de grande procura para galera que queria algo mais exclusivo.

    http://www.cars4fun.com.br

  18. Jhon 6 de agosto de 2012 às 12:38 #

    Esse negócio de manutenção cara é lenda, tive um em 2001 e o carro era simplesmente fantastico, o unico problema que tive foi com a famosa mangueira. Participo do clube calibra, comunidades. Quem tiver duvida é só entrar e perguntar o quanto esse carro é resistente e a manutenção não é cara, tem varias peças compativeis e as que nao são é facil de se encontrar e nao sao caras comparadas com carros de mesmo nivel.

    • jose rogerio de aquino 7 de maio de 2013 às 20:24 #

      Voce esta certissimo, pois sempre encontrei o que precisei para o meu GSI. Agora, e natural que peças para carros melhores sejam mais caras e menos acessiveis, ja que so compramos em sua maioria carros ultrapassados por motivos obvios (desconhecimento, baixo poder aquisitivo, carro mais caro do mundo etc…).

  19. Zé Marreta 6 de agosto de 2012 às 15:48 #

    Isso aí John! Moro em São Paulo, terra do acesso fácil a peças e a sua importação, tive o carro por quatro anos, me f*** com ele e tudo isso foi lenda. Ok! Adote então!

    • Jhon 6 de agosto de 2012 às 20:44 #

      Se vc se f***** por comprar um carro estragado a culpa nao é do carro, eu pesquisei muito ate achar o meu inteiro e rodei um bom tempo com ele sem nenhuma dor de cabeça. É só entrar no calibra clube e vai ver o quao facil é a manutenção desse carro e o quao dificil é achar algum defeito nele.

      • Zé Marreta 7 de agosto de 2012 às 12:36 #

        Eu não me f*** e não comprei carro estragado nenhum. O carro era de um ENGENHEIRO da GM, portanto era “muito mal tratado”. Estava lindo mesmo, todas as revisões feitas em concessionária… A única coisa que de fato estragou nele, que tive que trocar e que fez um rombo na minha conta foi o diferencial e o maldito do módulo de ignição, ambos problemas que são passíveis de acontecer com qualquer carro sem que ele esteja estragado. O resto todo foi apenas de manutenção de rotina, pode ver meu relato. E era, sim, EXTREMAMENTE DIFÍCIL de achar várias peças e EXTREMAMENTE CARAS as peças. Parabéns se vc é milhonário e acha que uma mangueira custar R$600,00 é normal. Vai mandar fazer o motor desse carro, num cara que ENTENDA de C20XE. Vai te cobrar o olho da sua cara mais favores sexuais! Em nenhum momento desabonei o carro, disse exatamente que era mesmo muito confortável, rápido, espaçoso e econômico. Mas que me causou um trauma, principalmente quando pegou fogo com aquele problema IDIOTA, isso causou. Não quero outro nem de graça!

        • Jhon 7 de agosto de 2012 às 14:24 #

          Primeiro. Eu nao sou “milhonario” alias nao encontrei o significado desta palavra no dicionário portanto opto por considerar que vc quis dizer “milionário”. Segundo se vc aceita pagar qualquer preço por uma peça sinto muito, vc foi passado pra trás, informação na internet é o que não falta, o proprio clube calibra tem um banco de dados incrivel. Esse foi um dos melhores motores da GM, tanto em durabilidade quanto potencia e economia e a maioria das peças tem preço baixo considerando o nivel do automovel em questao.

          • Zé Marreta 7 de agosto de 2012 às 16:27 #

            Obrigado Professor Pasqualle Cipro Neto!

            • Roberto Mota 14 de agosto de 2012 às 10:13 #

              Calma,gente..

  20. Rafaél CD 4.1 6 de agosto de 2012 às 21:39 #

    Eu não sei da manutenção dele, me falaram o mesmo do omega antes de eu ter comprado. Depois que comprei até me admirei com as peças, realmente, peças de acabamento são caras, mas mecânicas são bem em conta. Quanto ao Calibra, ainda não posso comprar um, mas assim que puder, vou comprar mesmo, dando continuidade ao meu plano de garagem dos meus sonhos:Omega cd 4.1, suprema 4.1 aut, calibra, opala cupê 4100. Ainda chego lá,… E se não tiver dificuldades, qual será a graça?

  21. Magrao alemao. 7 de agosto de 2012 às 11:34 #

    E so pegar e CALIBRAr os pneus,depois sair rodando…….

  22. Bynhoz® 7 de agosto de 2012 às 14:37 #

    Caraca, depois destes relatos, cheguei a uma conclusão:: É um P*** Carro, te dá um enorme prazer, te leva as nuvens, mas te toma um dinheiro… Parece as de verdade…KKKKKKKKKKKKK

  23. Ricardo Sarmento 7 de agosto de 2012 às 20:13 #

    É lógico que quem comprar um carro desses vai ter que gastar, e muito. Tem que parar para ver que o carro já rodou cerca de 16, 17 anos, e o desgaste, além de ser inevitável, pode ser piorado dependendo das condições de uso do carro.

    Mas o problema todo é que nesses 16 ou 17 anos, o carro rodou no dia-dia, foi de uso diário. Acredito que quem comprar um desses hoje em dia, não vai colocá-lo de segunda-a-segunda no transito. a maioria, como eu mesmo faria, o utilizaria como um segundo carro, usando-o nos finais de semana e algumas vezes durante a semana. Então, se com 17 anos de uso diário foi necessário fazer o motor, com uso moderado esse tempo sobre pra pelos menos uns 22 anos. E daqui pra lá imaginem o preço que um carro desse vai estar, se levarmos em conta que a tendência atual são esses carros novos de plástico, descartáveis, sem graça e sem personalidade.

    Lembrem-se do caso do maverick e dos V8 em geral no Brasil. Nas décadas de 80 e 90, tinham aos montes e poucos davam valor a esses carros. Hoje em dia são disputados a tapa,e os que estão a venda, são os olhos da cara.

    Assim que eu puder, guardo um Diplomata 1992, um Fiat Coupé, um Maverick V8, uma Suprema 4.1, uma Audi RS4….

    • entornonews 8 de agosto de 2012 às 20:24 #

      Meu FIAT 147 tem 31 anos de vida e desde que o comprei é carro de uso diário. Mantendo a manutenção preventiva e tendo zelo, da tranquilamente pra manter um carro assim de uso no dia-a-dia. O que pesa em modelos antigos é o custo para mantê-lo que pode variar. De resto esses caros da década de 90 pra baixo aguentam melhor o “trampo” hoje em dia do que estes plasticomóveis fabricados hoje.

  24. Rafaél CD 4.1 7 de agosto de 2012 às 21:14 #

    Concordo com você Ricardo. Pensando dessa forma que você citou que comprei meu 4.1, também já tem seus 15 anos de uso, mais de 240 mil km rodados, mas comprei para usá-lo nos fins de semana ou alguma eventual viagem, e não para bater no dia-a-dia. Sobre o Calibra, reforçando: adoto sem pensar, pena estar longe, pq caso contrário já teria dono,…

    • Ricardo Sarmento 7 de agosto de 2012 às 23:16 #

      É isso aí Rafael. Esse Calibra é um p*** de um carro, se der uma mexida no motor, sem exageros, fica mais animal ainda. E esses carros hoje em dia, são só para andar no fim de semana e fazer uma viagem ou outra, onde no caso de um Omega, por exemplo, conforto e performance não vão faltar.

      • Magrao 10 de agosto de 2012 às 00:37 #

        Concordo com voces,e um p#2@ carro,so pra fim de semana,mas enfim,eu gosto deses carros sim,se der uma bombada no motor dae fica perfeito.

  25. Alessandro Faia 8 de agosto de 2012 às 10:03 #

    Vi os comentários feito pelo Calibra, na minha opinião esse carro nos dias de hj somente desfilar com ele passeios finais de semana e não dia a dia, esse carro chama muita atenção nos dias de hj o meu mesmo recebe muitos elogios até mesmo de amigos q tem carros como hyunday esportivo, santa fé, captiva, bmw, audi, civic, etc… todos elogiam ainda mais se estiver bem conservado como o meu, sobre os problemas, cada carro é um carro, tem carro q não te dá problema e tem outros q dão só manutenção q é meu caso, depende dos antigos donos, como foi feito a manutenção e produtos de primeira usados na troca das antigas e desgastadas,tipo de combustivel usado, eu tive um zero km em 1995 na cor vermelha e hj tenho um 1995 na cor branca, comprei ja faz 1 ano e meio e só tive manutenção nada demais, nenhum problema grave, tudo funcionando e perfeito, eu pesquisei 5 calibras até chegar no que estou, então se vc pega um carro de quase 20 anos e não pesquisa pode te dar dor de cabeça sim como qualquer outro carro, carro tb tem q ter sorte, e acho q a manutenção deve ser rigorosa para q no futuro não tenha problemas serios, e se a peça está velha e desgastada troque ela e não insista até ela quebrar.
    Enfim, esse carro é para quem tem outro carro para o dia a dia e para quem cuida e deixa em dia com a manutenção.

  26. entornonews 8 de agosto de 2012 às 20:52 #

    Na minha opinião carro foi feito pra ser bem cuidado e usado. Tem modelos que realmente são casos de saírem só em casos de exibição ou eventos, isso devido a sua raridade e escassez de peças. Mas, há muitos carros que não tem porque ficarem parados em garagens e serem usados raramente. Meu 147 tem 31 anos, como ja citei em outro post, e etá na ativa até hoje. Por onde passa chama a atenção e recebe elogios. Se eu tivesse um Calibra como esse ia usá-lo no dia a dia, claro que tendo sempre o cuidado de manter a manutenção preventiva em dia e sem nenhuma peça com sinais de desgaste.

    Eu sinto o maior prazer quando saio com meu 147 pelas ruas. As pessoas olham, admiram, elogiam. Além claro de ir nos encontros de carros antigos sempre que dá.

    A não ser que se queira conservar a baixa quilometragem do veículo, o que justificaria usá-lo só de vez em quando e olhe lá, carro foi feito pra ser usado.

    É o que eu penso. Uma pena ver um esportivo como esse Calibra, largado na rua enquanto poderia estar na mão de um dono zeloso que o mantivesse na ativa desfilando pelas ruas.

    • Ricardo Sarmento 8 de agosto de 2012 às 22:54 #

      Sim, verdade, carro é pra se usar. Mas você colocaria um carro desses na chuva, no sol, nesse trânsito caótico das grandes cidades do país todos os dias? Com essa malha viária digna da superfície lunar? Não mesmo!

      Já se foi o tempo desses carros mais antigos terem uso diário, e esse gosto de preservar os carros mais antigos da rotina não vem de hoje. Não é enfurnar o carro numa garagem, mas sim, evitar certos desgastes. Os atuais de plástico estão aí pra cumprir essa tarefa!

      • lieggio 10 de agosto de 2012 às 02:43 #

        Sim colocaria sem problemas. Afinal carro é pra ser usado!!! Meu 147 roda todo dia. Só tenho cuidado e manutenção devida. Pronto.To satisfeito!!!! Nada mais prazeroso que desfilar com meu 147 pelo trânsito e ver que as pessoas torcem o pescoço! Rsrsrs. Esses plásticomóveis de hoje estão ai pra alimentar a indústria automobilística no geral.

        • Ricardo Sarmento 10 de agosto de 2012 às 10:53 #

          Mas veja uma coisa amigo. O que é mais caro: Um amortecedor de um Fiat 147 ou de um Calibra? E as opções de compra de peças?

          Uma coisa é achar peças para um nacional antigo, outra beeem diferente é achar peças para um importado antigo.

          • entornonews 10 de agosto de 2012 às 11:55 #

            Tá…. acontece que, no meu ponto de vista, se eu tivesse um carro desses é porque teria condições de manter. Eu jamais teria um carro que não tenho condições, atuais, reais, de mantê-lo como se deve. Acontece que muitas pessoas embarcam em certos carros pelo status do mesmo e no fim das contas, quando não “xunam” e acabam com o carro, não conseguem manter ai larga pra lá como fizeram com este aqui do post. Se quer ter um carro desses que tenha condições reais de cuidar dele.

            • Ricardo Sarmento 10 de agosto de 2012 às 17:16 #

              Mas isso é óbvio, sabichão. Mas mesmo tendo dinheiro para manter um carro mais luxuoso, quem é que vai querer ficar com o carro parado o tempo todo esperando por uma peça? Se quebrar vai demorar pra achar outra igual, é isso que eu quero dizer. Então, não vale a pena expor um caro raro ao caos do transito diário, isso é fato.

              Quer comparar um Fiat 147 com um Calibra? são dois carros completamente diferentes né?

              • entornonews 10 de agosto de 2012 às 17:58 #

                Não estou comprando nada, apenas expressando minha opinião de que carro nenhum, exceto aqueles raros, deveriam ficar parados e serem usados de vez em quando. A não ser claro, os exemplares expostos em museu. Ah e muito menos deveriam cair na mão de pessoas que não como cuidar deles da forma que necessitam. Infelizmente isso não é possível, pois muitos modelos de carros antigos não tem tanto valor de mercado pra revenda e acabam caindo na mão de pessoas que não tem a mínima condição de mantê-los. Ai como precisam do veículo pra “surrar no dia-a-dia” acabam detonando essas joias. Alguns acabam abandonando na rua, como fizeram com esse dai.

  27. entornonews 8 de agosto de 2012 às 21:06 #

    Ah, falaram aqui sobre o “sumiço” de Maverick, e outros modelos das ruas. Isso se dá porque as pessoas, em sua maioria, vão sempre trocando de carro e pegando modelos novos. É o “ciclo da vida” da indústria automobilística. Então é normal que estes carros “deixem de dominar as ruas”, em quantidade. Ainda se vê modelos antigos nas ruas porque há duas vertentes, aqueles que cultuam carros antigos (como eu) e aqueles que procuram um carro mais barato (como muitos “donos” de fuscas, brasílias, chevetes, etc).

    É o que eu penso.

    • Roberto Mota 14 de agosto de 2012 às 10:19 #

      Vou dar um exemplo: comprei um escort xr3 1991 conversível,e estou concluindo o processo de restauro..está tudo novo nele,mas quero sim,utilizá-lo em viagens longas e tal,mas pro dia a dia já não sei.

  28. Zé Marreta 10 de agosto de 2012 às 11:32 #

    Eu não teria outro Vectra GSi ou Calibra, salvo caso de eu ganhar na Mega Sena (um dia sai, se Deus quiser!) e poder encontrar um que esteja imaculado, com condições de ser meu 29º carro e comprar o e-bay inteiro de peças para estocar. São carros excelentes, o VGSi me deu muuuuuuitas alegrias e prazeres, mas a enxaqueca que se tornou na minha vida só seria esquecida para eu ter outro na garagem nesses termos. Abs!!

  29. Explosivo 10 de agosto de 2012 às 12:43 #

    Aguardando um tempo para ler os comentários e fazer um comentário pertinente… Carro que eu acho meio esquisito (sou mais o vectra gsi), mas vale estar na garagem…

  30. Rafaél CD 4.1 10 de agosto de 2012 às 20:35 #

    Também concordo em termos com o colega que disse que carro foi feito para ser usado, mas,… Há contradições, o amigo citou como exemplo o fiat 147, se você pode usar ele todo dia e mantê-lo em ótimas condições de uso. Perfeito. Sou a favor do seu ponto de vista, mas você tem que concordar que alguns veículos não devem ser usados no dia-a-dia como citou o Ricardo, pelo fato de que dependendo da peça ele pode ter que ficar algum tempo encostado. Tenho meu omega cd 4.1 apenas para passeios de fim de semana e viagens. Para uso diario tenho uma twister e minha mulher uma biz. Tenho condições para manter isso, mas sei que tem peças no meu carro que além de difíceis de encontrar, são muito caras,… Aí complica. E no caso do calibra é pior ainda,…

  31. Rafaél CD 4.1 10 de agosto de 2012 às 20:39 #

    Agora mudando de assunto, não me lembro de outro post que tenha sido tão comentado em tão pouco tempo. Sinal que mesmo antigo chama muito a atenção, alguns criticam, outros elogiam, mas o fato é que todos torcem o pescoço,… Lindo esse carro,…

    • Ricardo Sarmento 12 de agosto de 2012 às 00:17 #

      Rsrsrsrs, verdade Rafael, o Calibra deu o que falar. O Carrocultura ensina mais sobre carros do que o curso de mecânica automotiva do Senai! rsrsrsrs

  32. Rafaél CD 4.1 12 de agosto de 2012 às 01:18 #

    Exatamente Ricardo, tivemos opiniões de todos os tipos: os que apenas viram, os que tiveram e gostam, os que tiveram e tem medo de ter outro, enfim, experiências boas e ruim,… Mas, pesando os prós e contras, ainda dou como veredito final: um grande carro!!

  33. Ricardo Sarmento 13 de agosto de 2012 às 12:38 #

    É disso que me refiro quando falo em preservar os antigos:

    http://g1.globo.com/carros/noticia/2012/08/com-30-anos-de-historia-vw-voyage-vira-carro-de-colecao.html

  34. Ricardo Sarmento 13 de agosto de 2012 às 12:45 #

    “O uso do Voyage, no entanto, é restrito. Fontana prefere não correr riscos com possíveis acidentes ou furtos, que segundo ele têm aumentado em Curitiba. “Seria falta de respeito com o carro arriscar tanto assim’, filosofa o dono do sedã. Mas, quando coloca o carro para rodar – aos finais de semana ou para participar de encontros de carros antigos –, vê sua dedicação recompensada”

    • RAFAÉL CD 4.1 13 de agosto de 2012 às 15:45 #

      É bem isso Ricardo, mas uma vez concordo com você, o meu omega não está em estado de relíquia, está inteirão, com algum defeito na pintura(afinal é um 96), algum ponto de pintura queimada, se pisar forte ele fuma um pouco(está com 242mil km), mas aos poucos vou deixar ele do jeito que quero, como zero km, sei que talvez pode demorar um pouco, mas também sei que verei minha recompensa pelo esforço. Para o trabalho uso minha moto, gasta pouco, manutenção barata, tem peças até na padaria da esquina, é muito mais ágil, se preciso reformar ela por exemplo( a minha é original ainda)gastarei em média 300 reais pintura completa , de qualidade e com garantia de serviço,… o que com certeza é muuuito inferior ao gasto com um carro com 15 anos de uso e fora de linha a mais de 10 anos,…Por isso volto a dizer(já me tornando chato) Se eu pudesse eu adotaria esse calibra com certeza,…

      • Ricardo Sarmento 14 de agosto de 2012 às 13:19 #

        Com certeza cara, boa sorte na empreitada. Aos poucos se consegue chegar aos objetivos. Muito maior que o esforço de recuperar um bom carro, é a satisfação de vê-lo funcionando bem.

        • RAFAÉL CD 4.1 14 de agosto de 2012 às 17:58 #

          Valeu fera!!! É bom saber que tem gente que apóia coisas desse tipo, mesmo sabendo que financeiramente não vale a pena,… Mas o que realmente conta é a parte sentimental e afetiva do veículo,…

  35. Alessandro CCB 24 de setembro de 2012 às 16:12 #

    Em resume, o Calibra tem pouco e é para poucos,, assim como os antigos raros, carro para ser usado sim! dia a dia não, vc pode pegar ele a qualquer momento do dia e manda ver nas ruas, o bom disso é q cada vez mais o ipva fica mais barato até ficar isento.Parabéns a todos os donos de maquinas antigas que realmente valem cada centavo gasto para deixar-los 0 km! E sem contar com a exclusividade que vc tem dirigindo um e até deixar pra tras muito carro novo por aí!

    • AMF 24 de outubro de 2012 às 18:17 #

      Tambem tenho uma relíquia: Vectra CD 94, estou com ele ha 10 anos, pecas de injeção: sensores, modulo e de acabamento é muito difícil encontrar no Brasil, houve peças que tive de importar da VauxHall na inglaterra, pois aqui era um absurdo de caro e não se encontrava.
      Mas ele m me da muito prazer em dirigir na estrada e na cidade. E tambem recebo elogios sobre a conservação e de pessoas que ja tiveram e se arrependem de ter vendido tempos atraz e não encontrando mais outros conservados para comprar.
      PArabens ao topico.

  36. Alexandre Santos 8 de outubro de 2013 às 09:49 #

    Órfão devidamente adotado, restaurado e na ativa. 😉

    • entornonews 8 de outubro de 2013 às 15:39 #

      Mas que bela notícia!!!! Esperamos vê-lo postado aqui no blog como mais adotado!!!

  37. Alessandro |Faia 11 de outubro de 2013 às 13:56 #

    Maravilha! mais um exemplar restaurado, daqui uns anos vai valer muito pode apostar, pois já subiu o valor deste carro q já está em torno de 25 mil a 35 mil.Parabéns e poste fotos assim que puder. alessandrofaia-CCB

  38. nil 8 de fevereiro de 2014 às 21:50 #

    Quem conhece essa maquina: não fala besteira! nada haver com Monza, corsa e Vectra., esse ai e muito doido, já pilotei muito essa maquina, na época só tinha 1 ano de uso, completíssimo, pretão tirava muita onda aqui em Brasilia , e ficou com na minha família por 6 anos , quem não o conhesse faça uma pesquisa antes de falar besteira, e esse exemplar ai, o dono tá tirando onda, porque quem tem um desse não deixa largado.

Comentar no #CarroCultura!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: