Ah, na minha garagem!

18 ago

Muita gente torce o nariz e o considera mico, já que não é um carro exatamente popular e muito menos sinônimo de conforto como outros modelos da marca. Mas hoje é possível ter um Mercedes-Benz Classe A com duplo air-bag, ABS com EBD, controle de tração, ar condicionado e todos os equipamentos elétricos por R$ 15 mil! E em breve ele terá um contexto histórico muito forte, já que foi o único automóvel fabricado no Brasil pela Mercedes-Benz e possivelmente o será por ainda muito tempo, muito mesmo, já que sua fábrica em Juiz de Fora, Minas Gerais, está sendo transformada para produzir caminhões. Ainda há boa oferta de modelos em bom estado, na faixa de 100 mil km, e nem ladrão quer, portanto nem precisa de seguro contra roubo e furto! =) A manutenção é cara e ainda muito específica, mas nada assim tão assustador. Por tudo isso e muito mais, já para a nossa garagem!

Obs.: O #CarroCultura não tem nenhum vínculo com o WebMotors ou qualquer outro site de comércio de veículos, bem como com os anunciantes destes sites, nem conhece os veículos anunciados em particular. A mostra de anúncios nesta seção é mera curiosidade, não representando de forma alguma qualquer espécie de indicação de compra. Obrigado.

Anúncios

45 Respostas to “Ah, na minha garagem!”

  1. alvinho 18 de agosto de 2011 às 15:34 #

    primeirão a comentar !rs gosto muito dessas mini vans a minha preferida é a renault scénic modelo 2005 ate 2010.

  2. T Krycek 18 de agosto de 2011 às 15:39 #

    A Mercedes fez o CLC exclusivamente em Minas, era um C-Sportscoupe que mudaram (pouco) a frente e a traseira, assim como o, tb mineiro, Palio 95 faz até hj, a MB nao teve a mesma sorte da Fiat. É muito dificil achar uma Classe A em bom estado, a maioria ja foi engatilhada e está com peças de outros carros ou paralelas, fontes da manutencao cara, o projeto é bom, a fabricacao é boa, mas os donos e mecanicos destruiram a frota.

    Poucos lugares tem autorizadas MB, poucos (pouquissimos) mecanicos fora de autorizada realmente sabe lidar com MB. Os defeitos eletronicos mais loucos so de identifica e resolvem com computador/scanner MB, os paralelos chineses e mesmo alemaes n tem todo acesso necessario a eletronica do carro.

    Resumo: para comprar um Classe A, esteja num grande centro urbano para passar o scanner MB (tb conhecido como StarDiagnose ou DAS) disponivel somente nas autorizadas, caso necessario, conheca um mecanico independente que lider com MB ou Classe A, e vistorie o carro antes para saber quantas gambiarras ja foram feitas.

    OBS: Considere um Chery QQ zero por 8 mil a mais q so perde em controle de tracao. (teoricamente)

    • guest 18 de agosto de 2011 às 20:40 #

      Só para terem noção,tinha um cliente,dono de transportadora em Sp que tirou uma OK. O sujeito rodou 1 ano com ela,do serviço no Limão p/sua casa no Alto da Lapa. O carro era muito lindo,mas o sujeito me contou antes de vendê-la que um pane eletrônico “maldito” e a troca dos amortecedores,fizeram ele mudar de idéia e nunca mais saber de ter outra Classe A….Nota-se que a manutenção era cara até p/quem tinha dinheiro…

    • Jefferson 18 de agosto de 2011 às 23:37 #

      Perdão colega T KRYCEK mas o CLC e outros modelos foram apenas montados em Juiz de Fora pela MERCEDES eles vinham da Alemanha em kits CKD ou seja desmontados com todas as peças e só eram montados no Brasil o CLASSE A não era fabricado aqui de fato com peças nacionais, uma pena pois esta é uma das fábricas mais modernas da MERCEDES em todo o mundo. E desculpe colega mas acho que comparar CLASSE A com CHERY QQ é um pouco despropósito na minha opinião, não há como comparar os dois. Abraços.

    • Silva 19 de agosto de 2011 às 00:14 #

      Quero ver o Chery QQ ter a estabilidade e a segurança de um Classe A.

      • Bremm 19 de agosto de 2011 às 09:27 #

        Assista quando tiveres tempo.

        • Silva 19 de agosto de 2011 às 14:43 #

          Esse problema foi corrigido pouco antes do lançamento do carro por causa das críticas que a MB recebeu.

          • Chaves 19 de agosto de 2011 às 14:50 #

            isso e mentira, a MB nunca fez nada, so umas rodas mais grandes e vendeu um monte assim…

            • Silva 20 de agosto de 2011 às 16:47 #

              Tá bem informado, hein? Na época a Mercedes-Benz recolheu os carros vendidos na Europa e gastou uma baita grana com modificações nas suspensões e na adoção do controle de estabilidade. O modelo fabricado no Brasil já contava com essas mudanças.

            • Silva 20 de agosto de 2011 às 16:48 #

              Ah, antes de mais nada, assista ao vídeo. Primeiro mostram o carro capotando no teste do alce e depois, após as melhorias, o carro quase incapotável.

        • Charles Benchmann 19 de agosto de 2011 às 18:50 #

          Muito bem lembrado, Bremm.
          A assistência eletrônica de estabilidade é uma muleta que garante as quatro patinhas deste MB no chão, coisa que um automóvel bem projetado faria utilizando-se apenas das velhas e boas leis da física.
          Controle de estabilidade e tração é um suplemento de segurança e não um tapa-defeito para empurrar um carro com problema de tal gravidade a um patamar aceitável.

          • Mohammed 19 de agosto de 2011 às 20:54 #

            Desde quando assistência eletrônica de estabilidade é muleta eletrônica? Esportivos como Ferraris, Porsches, Audis, BMWs e muitos outros tem controle de tração e estabilidade há anos e anos… os carros da f1 também… E vá dizer isso que as velhas e boas leis da física mantém um carro estável para alguém dentro de um Palio em uma curva a 80km/h!!! HAHAHAHAHA!!!

            • Charles Benchmann 20 de agosto de 2011 às 11:58 #

              Você não leu meu comentário ou é BURRO mesmo?
              Se soubesse ler e interpretar um pouco melhor do que um analfabeto funcional, entenderia que o controle de estabilidade, NESSE CASO, foi utilizado únicamente para que o Classe A tivesse um nível de segurança mínimo. O projeto, por si só, é deficiente neste sentido. Existem carros com bom projeto que não precisam de nenhuma assistência eletrônica para vencer o teste do alce sem capotar igual a uma geladeira descendo um barranco; para estes casos o controle eletrônico de estabilidade cumpre a função de suplemento de segurança e não mera muleta para tornar um carro ruim, aceitável..
              Mais desenhado que isso até uma barata lobotomizada entende.

              • Mohammed 20 de agosto de 2011 às 16:49 #

                Hunnn machão de teclado é? Nervosinha!! O Classe A é incapotável, linda, isso que importa. Utilizar recurso eletrônico não é sinônimo de defeito. Existem milhões de carros que tem controle de estabilidade e tração, pesquise e pense um pouco, fofa. Compare qualquer carro sem controle de estabilidade e outro com e veja qual capota mais fácil.

                • Charles Benchmann 20 de agosto de 2011 às 19:56 #

                  Não fico nervoso, quem vai carregar a burrice para o resto da vida é você, não eu.
                  E se não houvesse defeito, porque a MB RECOLHEU os carros para modificações? Preciosismo?
                  Qualquer carro pode ter sua estabilidade melhorada por um sistema de controle eletrônico de estabilidade, mas depender disso a ponto de não poder viver sem é depender de muletas. Isso é lá carro digno de carregar uma estrela de três pontas no capuz? Eu hein…

              • Silva 20 de agosto de 2011 às 16:52 #

                No caso, o Jeferson fez uma comparação com p Chery QQ, que nunca vai ter os atributos do Classe A. Mesmo se o controle de estabilidade fosse uma muleta eletrônica, após as melhorias, o carro “cumpria o seu dever”, que é o que importa. Quero ver um Cherry QQ fazer o teste do alce sem rolar.

          • Pedro Henrique 19 de agosto de 2011 às 22:48 #

            Na realidade, estabilidade tende a ser um problema de todos os carros atuais, pois não estão apenas ficando maiores, também estão ficando mais altos.

            Em relação ao projeto, não tem jeito: maior altura, menor estabilidade. Podem até amenizar o problema de uma maneira ou outra, mas no final das contas, solução mesmo, só com o controle de estabilidade.

            E, ao meu ver, deveria ser obrigatório em todos os carros – em especial os utilitários.

  3. Fernandogb 18 de agosto de 2011 às 16:18 #

    Vendo esse carro,vejo que estou ficando velho,pois me lembro dele quando foi lançado,era bem caro pelo que oferecia,mas tinha o status da estrela mercedes-benz

    • Silva 19 de agosto de 2011 às 00:16 #

      Era considerado cara por ser um compacto, mas oferecia mais que as versões top de modelos maiores nacionais.

  4. Renan 18 de agosto de 2011 às 17:37 #

    Infelizmente nao da pra comprar um carro desses sem levar em consideração a manutenção intrincada e bem cara. É o mesmo caso de importados BMW, e de outras marcas do final da decada de 90 ou inicio de 2000, hoje em dia da pra comprar a preço de banana esses carroes que um dia ja foi muito caro mas vc so percebe o tipo de rolo em que se meteu o dia em que eles cairem numa oficina.

  5. Mauro 18 de agosto de 2011 às 18:28 #

    Se não capotar é uma boa.

  6. Daniel 18 de agosto de 2011 às 18:43 #

    Esse carro é uma verdadeira bomba sobre rodas, pelo amor de Deus, quem tiver interesse em comprar um desses, pense mil vezes antes…(experiência própria).

  7. Filipe Steininger 18 de agosto de 2011 às 20:26 #

    Gosto muito desse carro hj mesmo ví um e meu amigo disse que parecia um girino !
    kkk

  8. Alex Gouveia 18 de agosto de 2011 às 23:37 #

    Já na nossa garagem não, já na sua.

    Eu já tive carro importado e posso falar: É ZICA!!!! Se puder, saia fora. Vc passa muito nervoso com coisinhas bestas a toa, sendo que de um carro nacional, tudo é mais fácil.

    Se não for um puta carrão importado nervoso e bonito, que não é nem de longe o caso do Classe A, não vale a pena. Bom, pelo menos é o q eu acho.

    • Alex Gouveia 18 de agosto de 2011 às 23:39 #

      Sem dizer tb q na hora de vender, todo mundo torce o nariz. E quando alguma agência quer pegar, mandam logo um valor lá embaixo, que chega até a ofender. Esses carros só mesmo revendendo pra particular, mas aí haja paciência.

    • Jefferson 18 de agosto de 2011 às 23:40 #

      Desculpe colega ALEX mas o CLASSE A não é importado é nacional… Abraços.

  9. @lex 19 de agosto de 2011 às 00:29 #

    To nem ai eu compraria ta inteirão e barato

  10. ANDERSON 19 de agosto de 2011 às 09:57 #

    o famoso carro de ex madame rica rsrsrs … se a manutenção não fosse absurda seria uma maravilha automotiva na minha garagem = )

  11. jose 19 de agosto de 2011 às 11:53 #

    parabens pela volta desse quadro,apesar de uma certa polemica que ele gera(discusao saudavel) e um dos post mais legais que encontrei pela web.

    Eu particularmente nao gosto da classe A e um compacto de luxo que sai da proposta e do status que uma mercedes deveria trazer para vc,mesmo tendo logo da merc.

    Por isso a fama de merc de pobre,mesmo pelo preco absurdo que tinha.

  12. thiagodacuca 19 de agosto de 2011 às 12:53 #

    Na boa, a única coisa que eu gosto nesse carro são as calotas, principalmente as do 1º modelo, que viraram febre na época. Todo carro aqui no bairro tinha, até o meu! rsrs

  13. Douglas 19 de agosto de 2011 às 15:02 #

    Uma verdadeira “GRANADA SEM PINO”. Nem me pagando 15k pra eu ficar com ela eu aceitaria!

  14. Charles Benchmann 19 de agosto de 2011 às 19:04 #

    Me dê um bom argumento para encarar uma manutenção MB se não for para ter tração traseira, um porta-malas generoso, e, enfim, qualidade MB de fato, e quem sabe eu possa mudar de idéia sobre a jaquinha aí.
    Sou muito mais pegar uma C180 pagando um pouco a mais por isso para ter uma MB de verdade.
    E outra “R$ 15.000,00” é ilusão, com carros importados de mais idade, o preço de compra não é o grosso, mas parte do desembolso, ainda mais quando vem recheado de sensores, módulos e equipamentos, que vez ou outra, dão problema e acabam por custar 10% do valor do carro.
    Chega a ser irresponsável mostrar esse carro a esse valor como sendo uma grande oportunidade, até porque no ML tem uma semi-automática (A bomba) por menos de 10k, reluzente, só esperando o novo proprietário ir buscar.
    Porque será que está tão barato?

  15. Anderson 19 de agosto de 2011 às 20:21 #

    Sei la

    Pode ser um carrão,mas não queria um em minha garagem

    Meu colega de trabalho tem uma,hj mesmo tava reclamando que pagou 80 mangos em um litro de óleo pra direção hidraulica.

    Uma vez atropelou um cachorro na dutra,ficou quase 30 dias sem o carro por falta de peças.Até as acha (grade,farol,farol de milha) ,mas para comprá-las só faltou perguntar se o vendedor da mercedes aceitava o carro dele como parte do pagamento pelas peças.(ironic mode on)

    Calotas originais dela,80 reais cada.

    Sensor de lenta,combustivel e afins ,um absurdo de caros.

    Meu,ele ta querendo trocar de carro,mas ninguem quer aceitar o dele.

    Pode ser um mercedes,mas essas encheção de saco por essas merdinhas ai,prefiro um fusca mesmo,pois na minha humilde opinião,carro é feito pra andar,não pra vc virar escravo dele.

    PS: E quanto a alguns nobres colegas que com toda certeza vão falar que é porque o dono é relaxado e não cuida do carro,pois digo que o rapaz é zeloso e só gastou rios de dinheiro com esse carro pois gosta de tudo em ordem.

  16. Mohammed 19 de agosto de 2011 às 21:03 #

    Para mim está bem claro que quem critica jamais teve um ou ao menos andou em um. Acho que é despeito. Carraço, anda demais, não bebe em exagero, o 1.9 é um canhão e uma delicia de guiar, carro 100% seguro, completaço, de verdade, prova de que brasileiro sabe produzir carro excelente da mesma forma que os alemães. Esse carro é um projeto de engenharia avançadíssimo, caso bata de frente o motor protege os ocupantes… vejam videos de crash-test no You Tube, resultados melhores que os da Classe C do mesmo ano. Acho engraçado que o povo vive falando que carro brasileiro é uma merda que só tem Gol-Palio-Celta pelado evocando os gringos, aí fazemos um puta dum carro desses, um dos mais avançados do mundo e neguinho aí vem dizer que é granada sem pino e não sei o que. Me mostrem um, só um Classe A com motor fundido em uso regular. Não existe. E ficam reclamando de sensores, que fluido custa 80 paus. Tenha a santa paciência! Problemas eletrônicos todos os outros Mercedes tem, bem como os BMW, Audi, Alfa, Volvo e qualquer outra marca de luxo. Podem pesquisar, e o Classe A é mais fácil de arrumar dentre qualquer um desses.

  17. Nicolas 19 de agosto de 2011 às 22:31 #

    Quem fala mal da Classe A ou nunca andou em uma, ou vê a compra de um carro como investimento. Tivemos uma das primeiras Classe A que foram fabricadas no Brasil, que era uma versão sem AC, que DIZEM alguns entusiastas, que não passou de uma pré série com 100 unidades.É um carro que, ao meu ver, nenhum nacional zero até 45 mil se compare.

    A manutenção é cara, sim é cara, mas é um caro que te oferece um retorno muito grande. Qual carro, por 25 mil reais te oferece motor 1.6 ou 1.9, bancos de couro, ABS, AIR BAG, trio elétrico, Rodas de liga, controle de estabilidade entre tantos outros itens de série, que raremente se encontram em outro carro nacional.

    Algusn dizem que são umas bonbas, mas QUAL carro sem a devida manutenção não vira um “caco veio”? Nenhum meus amigos, nenhum!

    Só para constar,sou mecânico há 2 anos! FORMADDO!

    • Anderson 23 de agosto de 2011 às 03:56 #

      Engana-se amigo,ja andei sim,inclusive fiz viagerm com um semi automatico e como disse na resposta anterior é um carrão,mas mesmo assim não queria um em minha garagem.

      Como o amigo mesmo comentou,a manutenção desse carro é muito cara e mais do que tudo dificil.O citado litro de óleo que comentei só foi encontrado na mercedes benz.

      Eu como brasileiro,não acho que carro que presta é somente gol,palio celta,pois além de caros são pelados,duros e inseguros,mas infelizmente para nossa realidade são carros mais faceis de se manter,pois pelo menos facilidade de peças basicas de manutenção tem.
      Alguns colegas acham que “é justo” para se ter um carro como esses ,completos e um pouco mais seguros,temos que praticamente pagar o preço astronomico,que não justifica, por uma manutenção basica,ou em caso de algum acidente por minimo que seja o estrago condenar o carro pra sucata,pois o valor das peças são altíssimos e dificeis de encontrar. è por isso que estamos nessa situação,temos o carro mais caros e pelado do mundo,os importados e mais tecnológicos sofrem com falta de peças e mão de obra especializada e os poucos que fazem exploram mesmo.Culpa de nossas leis e das montadoras que aproveitam essa falha e empurra mesmo essas tranqueiras,e nesse caso ai,da falta de compromisso da importadoras das peças desse carro
      Duvido se aqui fosse igual a Europa ou E.U.A,carros caros e sem opcionais encalham,carros lá além de bem mais baratos,não há tanto problema com manutenção,pois tem leis que obrigam montadoras ou importadoras manterem estoque peças e partes por muitos anos.Ve se la em uma revisão um carro “novo” fica 45 dias na espera de uma simples bomba de direção hidraulica.Emfim,é Brasil

  18. Pedro Henrique 19 de agosto de 2011 às 22:54 #

    Gosto é muito relativo. O Classe A é uma opção interessante para o nicho que realmente gosta dele e das qualidades, como a posição de dirigir mais alta, o padrão de qualidade Mercedes-Benz, a lista grande de itens de série para um carro tão pequeno e o preço de compra, muito baixo.

    Entretanto, a manutenção é realmente um entrave, pois várias peças vem da Europa e o desconhecimento e falta de equipamento necessário para fazer o diagnóstico de problemas mecânicos é generalizada nas oficinas.

    Além disso, a suspensão do Classe A é muito dura, o que é até irônico, pois a maioria dos compradores procura conforto.

    Quem tiver realmente interesse por um Classe A e encontrar um em bom estado, vá em frente. Quem compra este tipo de carro é um nicho que já sabe dos entraves.

  19. Caique 20 de agosto de 2011 às 13:37 #

    Tenho uma 2000 semi automatica e nunca mais quero outro carro desses ! carro de manutenção caríssima e dificil de se fazer ! quando vc conserta uma coisa , quebra outra…é tudo elétrico e dificil de se achar !

    NÃO COMPREM UMA BOMBA DESSAS !

  20. walther 25 de agosto de 2011 às 03:05 #

    Caique, precisa ver como vc tratou a charanga, ou os outros donos trataram…minha tia teve uma A190 semi-automatica…comprou com 90mil KM, rodou até 150mil KM, e só trocou a bobina…questão de sorte…

    enfim, concordo com o Charles, quando ele critica que a CLASSE A TEM O ESP/EBD/PQP/FDP POR NECESSIDADE, NÃO POR COMPLEMENTO…

    Uma BMW 325i também tem, mas ela sem ter, é dirigível e estável, os sistemas estão para AJUDAR.

    No Classe A, é impossível ficar sem.

    A MB Classe A 1.9 (125cv e usava o cambio curto da A160) é de fato mto estavel, disse que minha tia teve uma, subi a serra da Anchieta ‘ralando’ com um A3 Turbo 150cv , e viemos juntos, a estabilidade dela é absurdamente boa, mas o A3 150cv não tem esses controles, e subiu junto comigo…

  21. Richard Grosmman 1 de setembro de 2011 às 15:36 #

    Classe A é Mercedes !
    não vai comparar com Uno, Fiesta, Gol, Sandero da vida!
    minha pergunta é : quem conhece uma boa oficina para Classe A no Rio de Janeiro, depois de 60.000 km queria fazer uma boa revisao nele.
    Grato

  22. Severo 19 de janeiro de 2013 às 07:28 #

    Existem pessoas que merecem mesmo andar de carroça. Quem está falando mal do Classe A, deveria colocar o quanto ganha de salário ao lado do comentário. São os herdeiros do Fusca, que qualquer pedreiro conserta… da Volkswagen que se conserta em qualquer esquina. Pior que esse povo que acha que é rico ganhando R$ 2.500,00, se enfia de cabeça num Classe A de 10 a 15 mil, se ferra quando estoura a primeira gambiarra e sai correndo pra oficina do Macarrão, que por sua vez é analfabeto na Internet e passou a vida consertando Fusca e Brasília. O brasileiro, principalmente o carioca do subúrbio, sofre da síndrome da auto-afirmação. Tudo dele precisa ser o melhor que ele pode ter pra justificar o pão passado que a mãe dele fez torradas pra molhar no café com leite pela manhã. Aí o cara vende o Tempra pro vizinho que ta mais ferrado que ele, e acha que pode financiar o Classe A em 36 prestações porque ele tem que virar uma estrela. Infelizmente ainda existe muita gente burra que relaciona carro a status e ao próprio pênis (isso mesmo. Ao pé da letra, come-se mais mulé quem tem o melhor carro). A Mercedes-Benz é cara ? Sim, muito cara como qualquer outra montadora . Você que torce o nariz e diz que na concessionária tudo é um roubo, está acostumado a levar aquele Golzinho tosco lá no Macarrão e acha que é o esperto. O próprio “trio francês” que qualquer brasileiro adora, mas a maioria nem sabe onde é Paris é 100 vezes pior.
    Por favor, não comparem o Classe A com Uno, Palio, Gol, Celta. Também não falem mal do carro que nunca andaram. Hoje em dia, todos os carros são complicados. O Brasil não acompanha a tecnologia, mas a Internet acompanha e os donos de carro tem que acompanhar.
    Vivemos num país para burros, onde o “falar errado da novela” ou o “golaço do Neimar” são muito mais importantes que a gravata que você deveria usar para ganhar dinheiro de verdade. Quanto mais vocês acreditarem no Faustão vendendo Jac Motors, mais distantes ficarão de montadoras como Saab, Subaru, Volvo, Isuzu e muitas outras que produzem carros de verdade.
    E agora que escrevi aqui as verdades que você não queria ouvir ?
    Lhe resta chorar no ombro do seu amigo Macarrão…

  23. Kanduxo 7 de maio de 2013 às 21:19 #

    Classe A é um belo carro!!
    Completa, Air Bag, Controle de Estabilidade e tração, um aviãozinho!
    Tenho uma 2004 160 que comprei de unico dono. Nunca ganhei tanto na relação custo x beneficio.
    Valeu!

Comentar no #CarroCultura!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: