Órfãos: Fiat Tempra

18 maio

Macaé, Rio de Janeiro.

Contribuição de Marco Aurélio Jr.

Clique nas imagens para vê-las em tamanho maior.

Anúncios

80 Respostas to “Órfãos: Fiat Tempra”

  1. Osmar 18 de maio de 2011 às 09:49 #

    Bombinha!!!!

    • Chaves 18 de maio de 2011 às 10:28 #

      concordo totalmente, uma super bomba

      • Carlos Vida 21 de maio de 2011 às 14:43 #

        GALERA, DESCOBRI POR QUE O CHAVES NÃO GOSTA DE TEMPRA!

  2. Marcio Muzzi 18 de maio de 2011 às 10:14 #

    Ah, meu primeiro Tempra… saudade, foi comprado em 2004, de único dono. Um Tempra Ouro 16v ano 95/95, vinho, bcos em couro elétricos, ar digital, dir. hidráulicos, vidros;travas/espelhos elétricos, computador de bordo, retrovisor fotocrômico, disqueteira Alpine… carroandava muito bem, muito confortável, não deu problema, manutenção preventiva era pouca e barata… bomba são os donos que não sabem cuidar do carro. Esse deixou saudade.

    • Chaves 18 de maio de 2011 às 10:27 #

      tem que aceitar que voce teve uma bomba e sua sorte foi grande…

      Um tempra a menos nas ruas, isso e bom, uma bomba dessas so serve assim, na rua apodrecendo.

      Agora sim vou ter um bom dia!

      • Carlos Vida 18 de maio de 2011 às 10:33 #

        puts que cara chato! kkkk seu carro deve ter levado uma bela BENGA de algum temprao por ai em kkkkkkkkkk
        Ou o KIKO tem um tempra e vc ficou com inveja dele kkkk
        entenderam?? KIKO, CHAVES “””
        Brincadeira, abraço

        • Cristiano "Kiko" Molinari 20 de maio de 2011 às 01:32 #

          “Me chamaram?” huauhauhauuha xD

          E olha que andei vendo um Tempra perto de casa a venda. Só não consegui saber mais sobre o carro pois a loja onde ele está já tinha encerrado o expediente.

          Sobre o carro das fotos: para estar sem placas esse ai já deve ter dado baixa na documentação, impossibilitando um novo emplacamento. Das duas uma: ou usa o carro em um sitio ou desmota ele e vende por peças, o que é a hipótese mais provável.

          Abs
          Kiko Molinari

      • Marcio Muzzi 18 de maio de 2011 às 10:49 #

        Chaves, foi o que disse, eu soube escolher o carro. São poucos Tempras que tiveram donos zelosos. Esse carro, quando bem cuidado, não é bomba, ao contrário do Marea 2.0 20v, que mesmo sendo cuidadoso não deixa de ser um carro problemático.
        Seria interessante as pessoas dizerem nos comentários se já tiveram um Tempra e qual modelo foi.
        Ah sim, eu tive depois um Tempra Turbo Stile, esse sim, mandei mal na hora de escolher, estava cheio de gambiarra e só me deu dor-de-cabeça. Vendi o mais rápido que pude.

        • vinícius 28 de julho de 2011 às 00:06 #

          meu pai teve um tempra 94,ele comprou o carro em 2003 com 13000Km e vendeu em 2007 por 8500 reais com o motor detonado e mais de 300.00km rodados.Até hj sinto falta dele,era um carrão!

    • renato 4 de março de 2012 às 21:00 #

      com certeza filaho quem desce a madeira no tempra ,,com certeza deve ser dono de um fusca ou deve andar so de onibus ,,pois nao tem dinheiro pra comprar um carro ,,usa meio de locomoçao kkkkkkkk

  3. Heide 18 de maio de 2011 às 10:49 #

    já vi que tive muita sorte com o meu Tempra stile, turbo,ar digital,banco életrico! era muito bom e andava demais!NUNCA DEU PROBLEMA! e quando fui vender foi rapido!

  4. Joço Ares 18 de maio de 2011 às 11:30 #

    BOMBA, porem menos perigosa do que o marea.

  5. Jorge Gerdau Johannpeter 18 de maio de 2011 às 12:48 #

    Manda pra cá que é possivel derreter e fazer uns pacotes otimos de pregos e parafusos…

    • Jorge Gerdau Johannpeter 19 de maio de 2011 às 00:24 #

      ué……apareceu um homônimo por aqui agora?????

  6. lucas 18 de maio de 2011 às 13:31 #

    esse carro serveria pro caro amigo do meu irmao para tirar peças um otimo doador montaria um tempra mais bonitodo que esse mais por fora ele esta intrego!!!!!!!!!!

  7. Juan Carlos Brandao 18 de maio de 2011 às 14:02 #

    kkkkkkkkkkkk essa do carlos vida foi foda………..

    • Chaves 18 de maio de 2011 às 19:11 #

      +12345
      ele só deixou claro que tempra e bomba

  8. Fernandogb 18 de maio de 2011 às 14:14 #

    Ah blz,Tempra é bomba,o que é bom é celta,fox,novo uno com seu verde lindíssimo…

    • Osmar 18 de maio de 2011 às 15:41 #

      Celta, foz, novo Uno pelo menos é vendável!!! E a retífica do motor não é cara! Tempra, se fundir o motor, fudeu!!!
      Por isso digo e repito….BOMBA

      • Luciano 21 de maio de 2011 às 01:06 #

        É por isso que essas “bostas”, chamadas de populares, fazem sucesso. É fácil de passar pra frente e não exige que o dono seja zeloso, ou seja, qualquer peba que consiga financiar a perder de vista pode ter um carro. Como o motor é simples, e muitas vezes fraco de potência, o interior é plástico com bancos revestidos por um material mais rude, não tem muito o que se preocupar. Manutenção preventiva então, nesses populares, nem precisa se esquentar. Só trocar o óleo de vez enquanto. As vezes nem isso, vai completando somente que a “bagaça” anda. Usa até acabar depois financia outro e esse dai passa pra frente. É tem saída porque qualquer peba pode “manter”.

        Já os carros de outros tempos, esses sim eram carros bem feitos, com bom acabamento interno e externo, conforto. Exigiam um cuidado maior, mas tinham muita potência, torque, desenvoltura no asfalto.

        Hoje em dia, carro bom de verdade, só pra quem pode ($$$). Seja fora de linha ou novo, vão exigir que o dono seja zeloso, dispondo de condições ($$$) pra isso.

        É o que eu penso.

    • Marcão 18 de maio de 2011 às 15:43 #

      1.0 é carro, o resto é bomba!

      • Marcio Muzzi 18 de maio de 2011 às 15:44 #

        kkkkkkkkkkkkkkkkkk 1.0 é carro foi a melhor kkkkkkkkkkkkk

      • Osmar 18 de maio de 2011 às 16:44 #

        Cara… Naum quero dizer que o carro 1.0 é melhor, tem muitos carros 2.0 que são bons… Ow seja não é Tempra, Marea!

        • Chaves 18 de maio de 2011 às 19:12 #

          concordo. Tempra nunca foi carro, sempre foi uma bomba
          Carros de verdade tem muitos, bombas, so tempras e mareas

  9. Fernando Rodrigues 18 de maio de 2011 às 15:29 #

    Os caras falando que depende do dono…Marea e Tempra não dependem porra nenhuma de dono…eles são bombas de fábrica,vc pode ser um bom dono,mas ele sempre vai dar um probleminha,quem teve um desses e não deu problema é pura sorte! Uma bomba sem tamanho!

    • Chaves 18 de maio de 2011 às 19:12 #

      +12345

    • Luciano 21 de maio de 2011 às 01:21 #

      Carro velho e/ou fora de linha, sempre vai exigir cada vez mais atenção e a chances de darem problemas só tendem a aumentar com o tempo. Não tem jeito é assim que funciona. Uso demais gera desgaste. É claro que há carros e carros, aqueles cuja a manutenção é, até hoje, fácil de manter e aqueles cuja a manutenção tendem a ficar cada vez mais cara com o passar do tempo. Escassez de peças novas, dificuldade em encontrar pessoas boas e poa ai vai. É o que muita das vezes acontece com carros como Tempra e Marea. É a “ordem natural” das coisas. Se acha que um carro como o tempra vai ser uma “bomba” pra você, melhor nem se esquentar. Vá procurar outro carro. A questão é que as vezes não levamos em conta esses detalhes, refente a sua facilidade de manutenção. Algumas vezes nos deixamos levar pelo preço e o “nível” de coisas que o carro oferece.

      Por isso vira “bomba” depois. É preciso se ter o cuidado ao se comprar um carro usado, principalmente os fora de linha.

      Eu acho o tempra e o marea dois carros muito bons, confortáveis, cheios de acessórios internos. Acontece que eu nunca compraria um desses. Não porque muita gente fala que são “bombas”, mas porque existem outros modelos de carros similares cuja a manutenção é mais tranquila. Por exemplo, EU, acho o VW Santana um senhor carro (ainda mais o top de linha) e sua manutenção não é tão chata.

      É o que EU penso!

      • vagner 22 de maio de 2011 às 12:32 #

        Tive tres merdas dessas todos com menos de um ano de uso eram seminovos de procedencia, todos pegos em negocios…

        Todos… eu disse todos… tinham defeitos cronicos e graves de fabrica, e um pessimo pos venda.

        Todos os donos de tempra não eram zelosos… como que até hoje existem veronas, versailles, monzas… da mesma idade, alguns só no fiapo e rodando firmemente.

        Tempra só elogia quem nunca teve… ou teve por pouco tempo… ou ainda, se teve por um periodo mais de tempo não rodava uma quantidade significativa diariamente com ele.

        Se rodasse diariamente com um tempra, quando eram novos, o carro não virava uma ano sem incomodar, ao contrario dos seus equivalentes de outras marcas

    • entornonews 7 de janeiro de 2015 às 00:31 #

      A não?! Então porque acham que o meu não dá problema??? Milagre???

  10. Helinho 18 de maio de 2011 às 15:33 #

    carro de terrorista… carro bomba… poutz horrivel a piada rsrsrsrs

    • Carlos Vida 18 de maio de 2011 às 16:20 #

      pô Helinho! essa foi foda! kkkkkkkkkkkkkkkkk
      adoro quando aparece tempra por aqui! a galera interagi mais! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk quando nosso amigo CHAVES fala eu fico imaginando ele com o “GORRINHO DO CHAVES ” na cabeça e falando : tomei benga de um tempra e fiquei traumatizado PIPIPIPIPIPIPI
      KKKKKKKKKKKKKKK brincadeira eim!

      • Chaves 18 de maio de 2011 às 19:13 #

        +123456789

  11. Marcio Muzzi 18 de maio de 2011 às 16:55 #

    Esse post será uma longa discussão entre pessoas que já tiveram Tempra (falando bem) e os que nunca tiveram (falando mal).

    • Chaves 18 de maio de 2011 às 19:14 #

      e pessoas que usam a cabeca e sabem a realidade tambem: Tempra é bomba

      • Marcio Muzzi 18 de maio de 2011 às 19:29 #

        Falar de algo que não conhece, que nunca teve e nem se deu ao trabalho de pesquisar sobre e dizer que é usar a cabeça é um baita contra-senso.

      • Carlos Vida 18 de maio de 2011 às 20:31 #

        PIPIPIPIPIPI, O KIKO TEM UM TEMPRA E EU NÃO PIPIPIPIPIPI

      • entornonews 7 de janeiro de 2015 às 00:32 #

        kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

        Me lembrou a história da Tati Cabeça de Vento. Tem cabeça, mas…

  12. Santos 18 de maio de 2011 às 16:58 #

    Esse tempra da foto parece um 95 8v, é um carro elegante, fazia sucesso nos anos 90. Quase comprei um mas, como rodo muito fiquei com medo da manutenção e então optei pelo ap., que por acaso já está com 187.000, stander ainda. Agora vou contar uma, meu primo teve um 96/96 16v. durante seis anos e ele é o famoso “cupim”, rodou muito e o carro aguentou, é verdade que ao final era um litro de oleo a cada 15 dias… e detalhe, todos os opcionais funcionado…rsrsr, vai entender!!!!!

    • Marcio Muzzi 18 de maio de 2011 às 17:06 #

      Muitos carros saíram de fábrica já baixando óleo entre uma troca e outra, isso vai do projeto do motor. No Tempra era assim por isso que era importante ficar atento a usar a especificação correta do óleo e trocar no tempo certo. Uma queima excessiva muitas vezes é resolvida com uma simples troca dos retentores de válvula.
      Meu segundo Tempra, o Stile Turbo, estava com 168mil km e motor standard ainda.
      O motor AP tem a vantagem de levar mais tempo pra abrir o bico com proprietários desleixados, mas lembrem-se que a FIAT foi muito elogiada pelas revistas especializadas quando trouxe o Tempra 16v em 1993, o primeiro carro multiválvulas montado no Brasil.
      Interessante o pessoal se informar um pouco:
      http://www.jalopnik.com.br/conteudo/por-que-o-brasil-insiste-em-duvidar-dos-16v

      • Joço Ares 18 de maio de 2011 às 17:38 #

        A Fiat tambem foi responsavel por queimar o nome dos multivalvulas no brasil, muitos ficaram com um pé atrás devido os problemas do tempra, vai me desculpar mas é ridículo é normal um carro sair de fabrica baixando 1 litro a cada 1000 km.

  13. caio 18 de maio de 2011 às 18:00 #

    parece bem conservado…..mas não deixa de ser uma caixinha de surpresas ! hehe

  14. Marcio Muzzi 18 de maio de 2011 às 18:17 #

    É normal um consumo de meio litro de óleo a cada mil quilômetros rodados, com carros de passeio, mas cada fabricante de motor especifica um consumo normal para seu motor, de acordo com o projeto. É bom ressaltar que carro novo consome óleo.

  15. Daniel 18 de maio de 2011 às 19:34 #

    Já vi que essa discussão vai longe…Imagina quando aparecer um golzinho 1.0 16V!!!

  16. paulo 18 de maio de 2011 às 20:10 #

    MATÉRIA RETIRADA DA REVISTA QUATREO RODAS

    Já debutante no Brasil, no último trimestre de 1991, a Fiat marcou seus 15 anos de atividades por aqui em alto estilo. Até então, sua linha de automóveis era constituída exclusivamente por modelos compactos originados a partir de uma plataforma comum. Assim foi com o 147, que gerou a 147 Pick-up, a Fiorino, a Panorama e o Oggi. O mesmo ocorreu com o Uno, origem de Prêmio, Elba, City e a nova Fiorino. Coube ao Tempra elevar as pretensões da marca por aqui.

    Lançado na Itália em 1990, ele era um sedã médio baseado no Tipo e veio enfrentar os já cansados Chevrolet Monza, Volkswagen Santana e Ford Versailles. No desenho, o Fiat se destacava pela inclinação suave do pára-brisa e das colunas traseiras e, principalmente, pelo elevado porta-malas. A modernidade do projeto aparecia nos vidros rentes à carroceria e no ângulo de abertura das portas. Apesar dos apenas 4,35 metros de comprimento, o espaço interno era destaque e o porta-malas de 413 litros só perdia para o do Prêmio.

    Vidros e travas elétricas, ar-condicionado, direção hidráulica progressiva, toca-fi tas, rodas de liga leve e até acabamento de madeira faziam parte do cardápio de equipamentos da linha Tempra, dividida nas versões básica e Ouro. Em seu teste de estréia na edição de dezembro de 1991 de QUATRO RODAS, o motor 2.0 de 99 cv do Tempra, com duplo comando de válvulas e carburação dupla, decepcionou no desempenho. O carro atingiu 166,6 km/h de velocidade máxima e acelerou de 0 a 100 km/h em 13,78 segundos. Mas essa era a versão 8V de um motor que renderia ainda mais.

    Uma relação fi nal de transmissão mais curta amenizou certa letargia do motor quando, em setembro de 1992, surgiu a versão duas portas. Com colunas traseiras um pouco mais largas, ela nunca chegou a repetir o sucesso do sedã. Finalmente, em abril de 1993, saiu a versão 16V do Tempra, testada por QUATRO RODAS na edição daquele mês. Primeiro motor nacional com quatro válvulas por cilindro, ele já possuía injeção eletrônica multipoint e, com seus 127 cv, chegou a 191,5 km/h. O tempo de 0 a 100 caiu para 10,54 segundos. Componentes do câmbio foram reforçados, assim como a suspensão. Discos de freio vinham nas quatro rodas, auxiliados por ABS opcional. Bancos de couro, CD player e check-control também podiam ser escolhidos pelo dono. “A versão 16V aliou certa dose de luxo, esportividade e modernidade na época, a um preço razoavelmente acessível”, afi rma o engenheiro catarinense Mário Trichês Júnior, dono do Tempra Ouro 16V 1995 das fotos. “Embora tenha um motor multiválvulas, o torque em baixa rotação é abundante e a potência parece maior do que a declarada, de 127 cv”, diz.

    As 16 válvulas ajudaram, mas a Fiat queria mais. Em maio de 1994, QUATRO RODAS apresentava o Tempra Turbo. Na versão duas-portas, ele trazia faróis extras de longo alcance, rodas iguais às do Uno Turbo e aerofólio, além de painel remodelado. O motor oito válvulas com injeção eletrônica e turbina Garrett T3 rendia 165 cv e superou todos os carros nacionais da época. Alcançou 212,8 km/h e foi de 0 a 100 km/h em 8,23 segundos. A suspensão foi reforçada e os freios, redimensionados. A distribuição de peso mereceu crítica. Por deixar 61% para o eixo dianteiro, propiciava saídas de frente e fazia a traseira “flutuar” em altas velocidades.

    Em abril de 1994, o Tempra 8V 1995 abandonava o carburador pela injeção eletrônica e produzia 105 cv. Suspensão, freios dianteiros e painel eram os mesmos do Turbo e a grade ganhava um desenho mais simples. Ainda em 1994, a Fiat passou a importar a perua Tempra, com sua traseira de cortes retos e painel exclusivo. Para 1995, o motor do Turbo passou a equipar o Tempra de quatro portas na versão Stile. Em 1996, quando já se falava na aposentadoria do modelo, os faróis fi caram mais estreitos. Outros retoques vieram em 1998 – grade, párachoques, maçanetas e colunas pintadas de preto – para tentar mantê-lo interessante, mesmo com a chegada anunciada do Marea, nova geração de Fiat médio. O ano de 1999 foi o último do modelo. Refl exo dos novos tempos da Fiat, um projeto moderno, sofi sticado e inovador como o Tempra não chegou a completar uma década. Mesmo com seus atrativos, o Marea, lançado em 1998, nunca alcançou o carisma e o status do Tempra em seus melhores dias. A Fiat certamente não reclamaria de ver um pouco dessa história de renovação e superação se repetir com o futuro Linea.

    AINDA ASSIM PREFIRO UM SANTANA, DEL REY ou MONZA.

    MELHOR QUE UMA BOMBA.

    • clovis junior 18 de maio de 2011 às 20:43 #

      fico triste quando vejo QUALQUER

    • clovis junior 18 de maio de 2011 às 20:44 #

      fico triste quando vejo QUALQUER carro apodrecendo…

      alguem (que conhece) pode me falar do fiat tipo sedicivalvole? surgiu a oportunidade de pegar um e queria ouvir opiniões de quem entende…
      agradeço desde já

      • Carlos Vida 19 de maio de 2011 às 08:59 #

        Clovis, se o carro estiver em otimo estado e vc realmente quiser um carro esportivo muito bom,até uns 10 mil da pra pagar, mas é aquele esquema, manutenção não é barata , mas tbm não é bicho de 7 cabeças, se quiser tirar melhor sua duvida entre nesse site http://www.clubedotipo.com.br/ e conheça pessoas que tem o carro e sabe o que é! eu sou suspeito pra falar rsrsr tenho 2! rsrsr abraço

        • Chaves 19 de maio de 2011 às 20:32 #

          entao nao fique trsite… tempra nao e carro, e bomba

  17. leandro 18 de maio de 2011 às 20:50 #

    ja andei de tempra é um bom carro macio espaçoso mas nao sei se teria um

  18. Quezado 18 de maio de 2011 às 21:03 #

    Quem acabou com o conceito do motor 16V não foi a Fiat e sim a Volkswagem com o motor do Gol 16V.
    E por falar em carros-bomba, que acham desses carros?
    Gol 16 V, Fiesta e Ecosport Supercharger, Omega 93/98.

    • Joço Ares 18 de maio de 2011 às 21:13 #

      Omega é bomba ? De onde vc tirou isso ?

      • Carlos Vida 19 de maio de 2011 às 09:01 #

        Vai me falar q a manutenção do tempra é mais cara que do omega??? só o cardã do megão custa 3 conto, mas é um baita de um carro bom e confortavel, quem quiser sei de um 94 CD lindo por 10 mil

    • Marcio Muzzi 19 de maio de 2011 às 09:49 #

      Pelo amor de Deus, tem muita gente aqui opinando no “achismo”. Omega foi o segundo MELHOR carro que a GM montou no Brasil (o melhor foi o Vectra CD fabricado entre 1997 e 2005).
      Se vocês lerem ao menos um pouco sobre o Omega vão saber que ele tem um um projeto fantástico:

      http://www2.uol.com.br/bestcars/classicos/omega-1.htm

  19. clovis junior 18 de maio de 2011 às 21:49 #

    ômega é bomba tsc tsc morro e não vejo tudo…

  20. Fernandogb 18 de maio de 2011 às 23:32 #

    Eu acho que omega é mais bucha que tempra,a manutenção também é cara,carro de luxo nacional com manutenção barata é santana,opala,versalles

    P.S:Ainda defendo o Tempra

    • Joço Ares 18 de maio de 2011 às 23:51 #

      A diferença é que o tempra é o carro problema diferente do omega. E outra, o 4.1 do omega é o mesmo do opala entao se opala tem manutenção barata como vc mesmo disse o omega tambem tem.

      • Edson Fernandes 19 de maio de 2011 às 22:29 #

        Negativo. O motor 4.1 foi todo modernizado e teve o sistema multiponto.

        O motor tinha manutenção cara assim cmoo o Opala em sua epoca de ouro também. Mas não pense vc que para manter um Opala não se gasta mto… pois é um carro que hoje quebra bastante. Como quemtem um inteiro cuida com carinho e roda de fds… o carro dura… mas é um carro que tem que ter uma atenção maior hoje em dia.

  21. edgar 18 de maio de 2011 às 23:43 #

    ao amigo ai de cima, que ta afim de um sedicivalvole,pode comprar sem medo,apenas faça uma revisao basica,aquela que deve ser feito ao adquirir um carro usado,como troca de oleo,correia dentada,estcadores de correias,revisao de eletrica e uma boa limpeza de injeçao.abraços!

  22. Tomás Turbando Pinto 19 de maio de 2011 às 00:23 #

    Mais um Tempra em seu clássico e tradicional estado usual de conservação………aff Maria!!!!

  23. ingo 19 de maio de 2011 às 06:56 #

    esses dias vi um com aquela frente com os farois diferentes,com 57 mil km apenas tava no estado de zero!

  24. Osmar 19 de maio de 2011 às 10:37 #

    Omega é um dos melhores (se naum o melhor) carro que já tive!!!
    eu tive um Tempra ouro 16v…(Lixo+Bomba)!

    • Rodrigo 19 de maio de 2011 às 16:14 #

      Abro uma exceção ao postar agora,só pra sugerir que assim como eu postem comentários quando tiverem algo interessante pra dizer.Tirando uma meia dúzia de coments, esse post só tem babaquice, e de babacas que nem sabem escrever…otários.

  25. clovis junior 19 de maio de 2011 às 21:17 #

    Edgar

    pois é parceiro muita gente fala pra mim que o tipo é bomba mais ai pergunto você já teve um?

    RE não!! já os ex proprietarios falam muito bem do carro só reclamam de certa dificuldade em encontrar algumas peças…

    acho que isso acontece com vários carros ditos como “bomba” como por exemplo o tempra do post

    grande abraço enferrujado

  26. clovis junior 19 de maio de 2011 às 21:22 #

    Carlos vida

    10k??
    tô sorrindo a toa vou pegar ele assim que puder aqui na bahia o tipo é muito desvalorizado e esse sedici tá inteirão e por apenas 5k dá pra pegar e investir uns 2k em detalhes (duvido muito que gaste isso)
    peço desculpas pelo chat

    abraço enferrujado

  27. Edson Fernandes 19 de maio de 2011 às 22:35 #

    Olha, parece que o pessoal diz ser bomba por ser cara a manutenção… mas vejamos….

    QUE CARRO vcs esperam barato?

    Tempra? Omega? Marea? se pensar assim… então TODOS OS ALEMÃES SÃO CAROS. E por isso são bombas.

    Nego não tem dinheiro para arrumar e fica ai falando que é bomba. Além disso são carros que sim, ofereceram diferenciais em suas epocas. Falando nisso, já que tanto babam ovo aqui, veja o caso de qualquer Golf comercializado aqui. Ele tem o motor AP e nem por isso é barato. Consulte qualquer lugar para comprovar isso.

    Portanto, mal consegue manter um carro 1.0… vem falar mal de carros 2.0… dá um tempo…

  28. caio k. waghie 13 de fevereiro de 2012 às 08:46 #

    Esses carros já era. Mas, para quem gosta, sempre dá para arrumar e rodar. De preferencia não arriscar uma viagem, para não haver decepção. Carro seguro mesmo é qualquer outro atual, barato, facil de comprar. Carro paixão é outra coisa…

    • BMW Fanatic 13 de fevereiro de 2012 às 17:26 #

      Concordo, esse é o tipo de “carro paixão” que só serve pra rodar na cidade, confiar na estrada é arriscado mesmo.

  29. fabio 26 de março de 2012 às 19:19 #

    meu padastro tem uma tempra 95 ouro 16V e é um carro ótimo mas o meu padastro de um azar pq ele compro o carro td original ou seja nunca passou por um macanico
    kando o meu padastro pego o carro morrendo com defeito na vela o ar ñ estava fucionando mas ele rodava msm assim até kando as pastilhas de freios colo uma na outra ele levo no mecanicopra fazer uma revisão deu q os freios acabaram bateu caceçote e mts outras coisas lá….enfim ele gasto 5.000 a mais pra depois o carro da problema de novo kando agente penssava q o arro tava bom o meu padastro sobe a ladeira da garagem do meu prédio o portão ñ abre ai ele puxo o freio de mão esperamos o portão abrir kando ele solta o freio de mõ pra subir a embreagem acaba….enfim ele tento descer com o carro ele acabo botando o carro na parede e ñ deu pra ele subi com o carro ai ele reboco
    agora o carro ta andano igual a um zerado….ja viajamos para maricá e Rio bonito!!
    e agora ele ker vender!!!depois de td ele vai acabar tendo q vender!!!kkkkkkkkkkkkkk
    mas eu amo esse carro!!!vai ser meu futuramente

  30. Marcelo 17 de junho de 2012 às 11:59 #

    Tempra é um ótimo carro. Mas digo uma coisa:Tem que ter grana para mante-lo,a manutenção não tão cara como dizem ou inventam.O carro não é econômico e qual 2.0 é.Um grande problema do tempra que muitas pessoas não falam,é o preço de multas por excesso de velocidade. e não tem choro, o gov.maravilhoso não perdoa.um dos motivos para ter tantos tempras nos depósitos de carros.tem doente dizendo que omega é um carro ruim é por que não conhece ou nunca andou nele.Andou só de mercedes coletivo e com cobrador.

  31. Marcelo 17 de junho de 2012 às 12:02 #

    te pessoas dizendo que omega é um carro ruim é por que não conhece ou nunca andou nele.

  32. tiago 4 de dezembro de 2012 às 20:58 #

    eu adoto com certeza e restaurava ele gosto muito do tempra do farou grande

  33. tiago 10 de dezembro de 2012 às 15:46 #

    brincadeira tacava fogo kkkkkkkkkkk

  34. tiago 10 de dezembro de 2012 às 19:01 #

    brincadeira adotaria mesmo gosto

  35. tiago 19 de dezembro de 2012 às 17:59 #

    gosto dele e do fiat tipo sao carros bons

  36. tiago 30 de dezembro de 2012 às 13:27 #

    essa cor ficou muito bolito nele eu adotaria

Comentar no #CarroCultura!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: